Técnico do Fluminense de Feira suspenso por 4 jogos

Os jogadores Edson e Eduardo, além do treinador Arnaldo Lira foram julgados na noite de ontem pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Bahiana de Futebol (FBF). O treinador Arnaldo Lira e o lateral-direito Edson se envolveram em incidentes na partida do Fluminense contra o Flamengo de Guanambi, no último dia 19 de fevereiro.

Logo no começo da partida, o árbitro Marielson Alves Silva expulsou o lateral-direito Edson por falta dura no adversário. Ele foi citado no artigo 254 do CBJD e a pena prevista poderia variar entre quatro e 12 partidas. No mesmo jogo, o árbitro também expulsou o treinador Arnaldo Lira por ofender moralmente a equipe de arbitragem, sendo situado no artigo 243 podendo pegar de um a seis jogos de suspensão e ainda pegar multa que pode chegar até R$ 100 mil. O zagueiro Eduardo foi expulso na partida contra o Bahia, no dia 22 de fevereiro. Ele cometeu uma falta violenta no adversário e o juiz da partida Diego Pombo Lopez o expulsou. Eduardo foi citado no artigo 254 do CBJD podendo pegar até 12 jogos de suspensão. O julgamento aconteceu na noite de ontem e o advogado Manoel Machado atuou na defesa dos profissionais tricolores.

Os jogadores Edson e Eduardo foram absolvidos e poderão atuar normalmente no próximo domingo contra o Bahia de Feira. Por outro lado, o treinador Arnaldo Lira foi condenado e pegou quatro jogos de suspensão, além de uma multa de R$ 1 mil.

A diretoria vai recorrer da decisão para que o treinador possa estar no banco de reservas no próximo domingo. “É um momento importante e não podemos ficar sem o nosso treinador. Por isso vamos entrar com um efeito suspensivo ainda hoje. O advogado disse que com o efeito suspensivo, um novo julgamento seja marcado seja marcado para daqui a 20 dias ”, informou Luiz Paolilo Filho, vice-presidente de futebol do Fluminense.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*