Premiere League: Exemplo para a Copa do Nordeste

Spread the love

Aproveitando a onda de bons posts sobre a Copa do Nordeste e sobre os falidos campeonatos estaduais, especialmente o nosso baianinho, resolvi fuçar um pouco a história do Campeonato de maior retorno financeiro na história do futebol mundial: A English Premiere League, como surgiu esse campeonato e como ele funciona, talvez daí possamos extrair elementos informativos que possam nos ajudar a construir uma idéia melhor sobre o que podemos fazer para criar um campeonato do Nordeste descente e quem sabe a redenção dos nossos clubes.

Na Inglaterra possui campeonatos nacionais desde 1888, a EFL, English Football League é a competição de futebol mais antiga do mundo e a sua primeira divisão era o equivalente a nossa Serie A até 1992, quando foi Criada a EPL English Premiere League, Nesse ano de 1992 os 22 top times da EFL se separaram e fundaram a Premiere League.

O que é a Premiere League?

A Premiere League é uma incorporação, uma associação comercial criada para administrar o campeonato de futebol conhecido como English Premiere League ou somente Premiere League. Esse organização trata exclusivamente dos direitos comerciais ligados ao campeonato e a regras da competição ( as regras do futebol são regidas pela FIFA através da English FA (Federação equivalente a CBF)

Os clubes possuem direito a voto e a Federação Inglesa tem poder de veto sobre a escolha do CEO (presidente da organização) e vice, e também sobre as regras do campeonato.

A administração da organização, entretanto é independente da Federação e os clubes negociam os contratos de TV e patrocínio em conjunto sob a organização, mas independentemente da Federação Inglesa.

A cada ano a incorporação de renova com a saída de 3 clubes e chegada de 3 outros através do processo de rebaixamento e promoção entre a Premiere League e a English Championship (Primeira Divisão inglesa) em acordo entre a EPL e a federação para que desta forma a Premeire League tenha se tornado a divisão mais alta do futebol Inglês ainda que não seja controlada pela Federação do país.

Como foi criada? Copa do Nordeste

No ano de 1992 Os clubes que jogavam a primeira divisão resolveram se separar da federação e criar um campeonato independente tendo em vista contratos de TV mais lucrativos, os campeonatos Inglesas já se encontravam em processo de evolução financeira, mas os clubes abraçaram a oportunidade de negociar diretamente contratos de patrocínio e especial direitos de TV sem a interferência da FA, claro que houve desacordos e chiadeiras, mas no final ficou estabelecida a Premiere League. Entretanto, a Premiere League compreendeu que para ter credibilidade ela precisava estar ligada a Federação, e por essa razão criaram este acordo que permite aos clubes da primeira divisão Inglesa serem promovidos a Premiere League através do acesso e descenso, além disso, a FA é responsável pelas regras do esporte e julgamentos, além de receber valores por licenças e taxas e ter poder de veto em algumas situações específicas, esses acordos permitem que os clubes da Premiere League sejam os representantes ingleses na Champions League em substituição aos clubes da Primeira Divisão(Championship).

Basicamente, a Federação Inglesa (FA) cuida de toda a estrutura do futebol inglês, desde a Championship até as divisões amadoras e a Premiere League é responsável apenas por este campeonato, ou seja, os 20 clubes que jogam em pontos corridos como ocorre atualmente no Brasil.

Entre as duas instituições, acordos permitem aos clubes navegarem entre campeonatos através do sistema de acesso e descenso.

A Premiere League foi originalmente fundada pelos seguintes clubes:

*Ttulos desde 1992 entre parenteses()

Arsenal(3) Aston Villa, Blackburn Rovers(1), Chelsea(4) Coventry City, Crystal Palace, Everton, Ipswich Town, Leeds United, Liverpool, Manchester City(2), Manchester United(13), Midlesbrough, Norwich City, Nottingham Forest, Oldham Athetic, Queens Park Rangers, Sheffield United, Sheffield Wednesday, Southampton, Tottenham Hot Spurs and Wimbledon.

Somente 6 clubes foram campeões da EPL desde 92, além dos 5 mencionados acima, o Lecester City é o campeão da temporada 15/16. no total 47 clubes já participaram da EPL.

Resultados financeiros

A EPL é o campeonato de futebol mais lucrativo do mundo e a liga esportiva mais assistida do mundo dentre todos os esportes, com audiência estimada de 4,7 bilhões em todo o mundo.

Os clubes negociam os direitos de TV em conjunto

Alcançaram ao longo destes 25 anos os seguintes resultados em milhões de libras:

1992-1997 191

1997-2001 670

2001-2004 1200

2004-2007 1024

2007-2010 1706

2010-2013 1773

2013-2016 3018

2016-2019 5136

Para este ultimo contrato alcançaram à soma de 5.163 bilhões de libras!!!

Fica claro de ver que a Premiere League é um sucesso e que é o modelo a seguir, os nossos clubes podem adaptar o modelo as características locais e criar uma estrutura e ambiente onde os clubes podem prosperar- Patrocinadores, TV’s e torcedores agradeceriam, os clubes lucrariam mais e todos seriam beneficiados inclusive federações, no entanto o que vemos são campeonatos de várzea, deficitários, um modelo de Federação ultrapassado que não trabalha em parceria com os clubes e que controla com mão de ferro o esporte e que prejudica torcedores, clubes e atletas.

A divisão de lucros é simples: 50% Igualitária e 50% dependente da posição na tabela.

A minha sugestão aqui seria a de fazer um upgrade na Copa do Nordeste

Passar de Copa a Liga com 24 clubes

4 grupos de 6 participantes jogos de ida e volta total 12 jogos por clube na primeira fase

Classificam-se 2 clubes por grupo Quartas de final 2 jogos, semi-finais 2 jogos

Final 1 jogo. A final seria jogada sempre em uma capital Nordestina e seria escolhida ao final de cada temporada, assim haveria tempo para organização junto a agências de viagens e operadoras de turismo para vendas de pacotes para a final além de se fazer toda uma campanha turistica em torno, a cada ano uma capital e um estado seriam privilegiados do ponto de vista turístico com campanhas, a organização (LIGA) trabalharia em parceria com governos estaduais e prefeituras das capitais trazendo renda e investimentos além de patrocínios para os clubes

Venda de direitos a uma emissora em conjunto

Divisão de lucro entre os clubes da seguinte forma:

50% igualitário 50% de acordo com a posição no campeonato

Conexão com estaduais

A Liga do Nordeste rebaixaria 4 clubes por ano

Os clubes fora da liga jogariam os estaduais organizados pelas federações e em seguida Playoffs para disputar as 4 vagas exemplo:

Em 2019, os 9 campeões estaduais disputariam os playoffs juntamente com os 7 melhores segundos pelo ranking de federações jogos mata-mata em ida e volta com oitavas e quartas

Jogos escolhidos por sorteio

Os semifinalistas seriam os classificados para a Liga mas seguiriam jogando pelo titulo do torneio esses clubes classificados receberiam um incentivo financeiro vindo da Liga do Nordeste além de entrarem no rateio financeiro do ano seguinte quando participariam da Liga

Os 4 rebaixados da Liga receberiam uma cota para que as finanças não desabassem no primeiro ano for a da Liga como uma cota pára-quedas.

As regras do futebol ficariam a cargo das federações estaduais e a Liga investiria uma % dos lucros nos estaduais auxiliando as federações e os clubes for a da Liga, dentro deste acordo, as federações aceitariam aos clubes da Liga participarem como seus representantes na Copa do Brasil e campeonato Brasileiro (já que permaneceriam filiados) E abriria mão de controle financeiro sobre a Liga, as federações do Nordeste teriam um representante na Liga, sem poder de voto mas podendo vetar mudanças de regras que não concordassem com as diretrizes da CBF, além disso as Federações teriam os mesmos poderes sobre julgamentos desportivos e regras do esporte.

Eu penso que existem possibilidades para os clubes e que o modelo atual é deficitário e prejudica Clubes, torcedores e mesmo a TV e patrocinadores que associam seus nomes a eventos de baixa qualidade.

Os nossos clubes precisam quebrar o paradigma e ter a coragem de lutar contra o poder absoluto das federações arcaicas. O futebol está morrendo asfixiado, porém isso se dá apenas porque as federações e interesses outros pisam no tubo de oxigênio, os nossos clubes nordestinos precisam se libertar dessa prisão para que possam crescer economicamente e nos torcedores termos campeonatos de qualidade para assistir.

Se houver interesse podemos escrever novo texto consolidando as ideias com o panorama econômico nordestino para que possamos ter noção do que seria possível alcançar.

Esse meu panorama é bem limitado, mas já trás alguns elementos para o debate, há muita coisa possível e essas ideias e informações podem ser acrescidas de muito mais. Quanto mais colaboradores melhor. 

S.T.

Yvez Pineiro (Cangaceiro) Bahia, amigo e colaborador do BLOG

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*