Paulo Carneiro pede R$ 10 milhões de indenização ao Vitória

Foi realizada nesta terça-feira, 9, na 13ª Vara do Trabalho de Salvador, a primeira audiência da ação movida pelo ex-presidente Paulo Carneiro contra o Vitória.

Afastado do clube desde setembro de 2005, quando a equipe foi rebaixada para a Série C do Campeonato Brasileiro, Carneiro exige R$ 10 milhões de indenização entre danos morais e direitos trabalhistas, como férias, 13º salário e FGTS.

“O Vitória é uma S/A e eu era um funcionário do clube. Só estou pleiteando os meus direitos”, disse o ex-dirigente, que moveu a ação em represália contra acusações feitas pela atual administração de que ele teria sacado dois cheques do clube no valor de R$ 2 milhões cada.

Carneiro alega que o dinheiro foi usado para pagar o pai do zagueiro Adaílton, que acabara de ser negociado ao Rennes, da França.

Dezenas de torcedores do Vitória estiveram do lado de fora do fórum, no bairro do Comércio, para protestar, mas os três seguranças contratados por Carneiro impediram qualquer tipo de aproximação.

O Vitória apresentou a sua defesa e uma nova audiência foi marcada para 13 de novembro.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*