Petkovic explica porque deixou a Globo e revela pedido inesperado

Como o contrato era de exclusividade, ele não poderia participar de outros projetos. 

Foto: Reprodução/SporTV

Com passagens pelo Esporte Clube Vitória como jogador, treinador e diretor de futebol, Petkovic deixou em julho do ano passado a Rede Globo, antes da Copa do Mundo do Catar. O comentarista estava na emissora desde 2018, contratado antes da Copa da Rússia. Nesses quatro anos na Globo, o Sérvio comentou jogos e participou de programas esportivos, mas decidiu pela saída para focar em trabalhos pessoais. Como o contrato era de exclusividade, ele não poderia participar de outros projetos.

 

“Em comum acordo, Globo e Petkovic decidiram encerrar a parceria e, a partir de 1º de agosto, o ex-jogador deixa de fazer parte do time de comentaristas esportivos da empresa. Embaixador da Sérvia no Brasil, o craque dos gramados, que conquistou os brasileiros por sua habilidade e carisma, vai se dedicar a projetos pessoais“, afirmou a Globo.

“Eu saí porque quis sair (risos). Foi uma experiência fantástica conhecer os colegas do outro lado, ver que são humanos e só ficamos inimigos quando éramos jogadores. Não fazem por maldade, fazem pela profissão. As críticas vêm das opiniões e de um conhecimento diferente. Criei muitos amigos, foi uma experiência muito boa, mas eu queria mais liberdade de fazer as coisas”, iniciou ao Deu Zebra Cast.

Petkovic também revelou que fez uma exigência inesperada. O comentarista pediu para trabalhar todos os dias, porém, a Globo só desejava três ou quatro vezes na semana.

“Eu sou muito profissional. Quando quiseram me contratar, na negociação (com a Globo), disseram que eram três ou quatro vezes (na semana). Eu disse que iria todo dia ou não assino. No início, fui literalmente todos os dias, e depois (falaram que) não podia porque precisava de um dia de descanso. O RH mandou (um aviso). Eu gosto de trabalhar, me entrego mesmo, sou super profissional. Mas tem o lado familiar… preferi sair para poder ser livre de fazer outras coisas.”, contou.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário