Nino Paraíba iguala ex-atacante com mais rebaixamentos na história da Série A

Nino foi rebaixado com o Vitória (2010), Vitória (2014), Avaí (2015), Ponte Preta (2017), Bahia (2021) e Ceará (2022).

Foto: Ceará/Divulgação

Com o rebaixamento do Ceará para o Campeonato Brasileiro da Série B, o lateral-direito Nino Paraíba assumiu o posto de jogador com mais rebaixamentos na história do Brasileirão, igualando o ex-atacante Rafael Moura, somente na era dos pontos corridos, desde 2003. O lateral, com passagens pelo futebol baiano, já foi rebaixado seis vezes para a Série B na carreira, com Vitória (2010 e 2014), Avaí (2015), Ponte Preta (2017), Bahia (2021) e Ceará (2022). Após a queda do Vozão, Nino deixou o clube e assinou com o América-MG, onde irá disputar mais uma vez a Série A.

 

Com passagem pelo Vitória, além de Atlético-MG, Corinthians, Fluminense, Internacional, Botafogo, entre outros, Rafael Moura, hoje aposentado aos 39 anos, foi rebaixado com Vitória (2004), Paysandu (2005), Goiás (2010), Figueirense (2016), América-MG (2018) e Goiás (2021). O ex-atacante brincou com a marca sendo igualada por Nino, com um comentário em uma página no Instagram: “Ufa, não estou mais sozinho (risos)”.

Nino estava empatado com o lateral-direito Edilson, que caiu com Atlético-MG (2005), Athletico-PR (2011), Botafogo (2014), Cruzeiro (2019) e Goiás (2020), com o goleiro Wilson que foi rebaixado com Figueirense (2008 e 2010), Vitória (2014) e Coritiba (2017 e 2020), além do atacante Henrique Almeira, que amargou descensos com Vitória (2010), Sport (2012), Bahia (2014), Coritiba (2017) e Chapecoense (2019).

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário