Desfalcado, Brasil enfrenta a Suíça para carimbar vaga nas oitavas da Copa

A Seleção Brasileira terá duas mudanças no time titular.

Foto: Reprodução / Conmebol

Após estrear vencendo a Sérvia por 2 a 0, com show do atacante Richarlison, a Seleção Brasileira volta a campo nesta segunda-feira (28), para enfrentar a Suíça, no Estádio 974, em Doha, pela 2ª rodada do Grupo G da Copa do Mundo do Catar. O Brasil lidera a chave com 3 pontos, empatado com a Suíça, que na estreia venceu Camarões por 1 a 0. Os comandados do técnico Tite podem garantir a classificação em caso de triunfo. No outro jogo da chave, Camarões encara a Sérvia às 7h desta segunda-feira. Ambos estão zerados.

 

A Seleção Brasileira terá duas mudanças no time titular. Danilo e Neymar, lesionados, estão fora da fase de grupos. De acordo com o ge.globo, o Brasil treinou com Éder Militão na lateral-direita e Fred no meio de campo no último treinamento antes da partida. A escalação provável da Seleção tem: Alisson, Éder Militão, Marquinhos, Thiago Silva, Alex Sandro; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Raphinha, Vini Jr e Richarlison.

JOGOS DESTA SEGUNDA PELA COPA

GRUPO G
07h – Camarões x Sérvia
13h – Brasil x Suíça

GRUPO H
10h – Coreia do Sul x Gana
16h – Portugal x Uruguai

A Copa do Mundo, que ocorre a cada quatro anos, com exceção de 1942 e 1946, quando não foi realizada por conta da Segunda Guerra Mundial, teve início em 1930 com sede no Uruguai e vencido pelo anfitrião derrotando na final a Argentina. Apenas oito países foram campeões mundiais até hoje. O Brasil, a única seleção a ter jogado em todas as competições, é o maior campeão com cinco títulos (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002), seguido por Alemanha e Itália, com 4 taças, Argentina, França e Uruguai, com 2, e Espanha e Inglaterra, com 1.

As 32 seleções são divididas em em oito grupos com quatro equipes em cada. Serão três jogos para cada seleção, e as duas melhores de cada chave, ou seja, 16 no total, avançam às oitavas de final. A partir daí, todos os jogos são disputados em confronto eliminatório, no qual o vencedor passa de fase (oitavas, quartas, semis e final). Se um jogo terminar empatado, a decisão vai para a prorrogação, e depois pênaltis.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário