Médico do Bahia explica situação de Danilo Fernandes: “A gente deu muita sorte”

"Ele tinha lesões tanto em membros inferiores, como face e tórax"

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

O goleiro Danilo Fernandes foi o jogador mais atingido no atentado ao ônibus do Esporte Clube Bahia na noite desta quinta-feira na chegada à Arena Fonte Nova para o jogo contra o Sampaio Corrêa. O arqueiro teve cortes rosto, perto do olho e foi levado por uma ambulância a um hospital de Salvador. Segundo o médico do clube, Rafael Garcia, o jogador está bem, não teve lesão grave, mas precisou passar a noite em observação no hospital. O lateral-esquerdo Matheus Bahia e Marcelo Cirino também ficaram de fora da partida.

 

“O Danilo foi o jogador mais atendido. Ele tinha lesões tanto em membros inferiores, como face e tórax. Por essa gravidade, a gente optou por levar ao hospital. Ele está bem, não teve lesão grave, mas vai passar a noite no hospital para ficar em observação”, disse.

Ainda segundo Garcia, a delegação que estava no veículo “deu muita sorte” por não ter sofrido um impacto maior. “A gente deu muita sorte. Essa bomba poderia ter causado prejuízos e sequelas importantes para todos os atletas”, acrescentou.

O Esporte Clube Bahia agora dá uma pausa na Copa do Nordeste e no próximo domingo (27), às 18h, enfrenta a Juazeirense, no Estádio Adauto Moraes, pela 6ª rodada da primeira fase do Campeonato Baiano. Pelo Nordestão, o Esquadrão volta a jogar no dia 5 de março, contra o Sport, na Fonte Nova.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*