Léo Ceará comenta jejum do Vitória fora de casa: “Série B é muito difícil”

"A gente poderia estar melhor na tabela", disse o jogador

Foto: ASCOM/ECV

Depois de emplacar dois triunfos e quatro empates nas seis primeiras rodadas, chegando a figurar no G-4, o Esporte Clube Vitória nos últimos quatro jogos, venceu apenas um, empatou outro e perdeu dois. Apesar de estar invicto em casa, o Leão ainda não venceu fora na Série B, e ocupa a 8ª posição com 14 pontos, ainda próximo do G-4. Nesta quarta-feira, o atacante Léo Ceará concedeu entrevista na Toca do Leão e analisou a oscilação do time na competição. O centroavante lamentou os pontos perdidos fora de casa e admite que a equipe tem pontos a evoluir, mas frisou que a Série B é muito difícil e agora é buscar recuperar os pontos nos dois próximos jogos no Barradão, contra Oeste e CSA.

 

“A gente poderia estar melhor na tabela. A gente tem um elenco muito qualificado. No meu ponto de vista, a Série B é uma competição muito difícil. Tem muitos times qualificados, como o nosso. Claro que a gente poderia ter vencido o jogo contra o Cruzeiro, contra o Juventude, mas as equipes também têm suas qualidades. Agora não tem que ficar lamentando pelos pontos perdidos fora de casa. Agora a gente tem dois jogos em casa e é procurar vencer os dois […] Se a bola chegasse com mas facilidade, teria feito mais gols. Mas, como falei, do outro lado tem equipes qualificadas também. Do meu ponto de vista, o time está bem. A gente está pecando um pouco, tomando gol besta como foi no jogo contra o Juventude. Teve um erro de comunicação e tomamos o gol. Mas não adianta lamentar. Nesses dias que a gente vai ter a mais, tentar mudar isso para o próximo jogo”, disse.

Léo Ceará também fez uma análise sobre o seu desempenho nos últimos jogos. Artilheiro do time na temporada e na Série B, o atacante passou em branco nas partidas contra Cruzeiro e Juventude.

“Tenho minha autocrítica. Nos dois jogos fui bem abaixo do que vinha produzindo. Mas tranquilidade. Tenho dois jogos sem marcar. Pô, Messi e Cristiano Ronaldo jogam mal, por que eu também não posso jogar mal? Minha fase de preocupar com isso já passou. Sei da minha qualidade. Já mostrei isso. É ter tranquilidade e trabalhar porque os gols vão sair naturalmente.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*