Ainda sem técnico, Bahia enfrenta o melhor ataque e defesa do Brasileiro

Internacional já marcou 11 gols na competição e sofreu apenas 3

Ainda sem treinador contratado e comandado interinamente pelo auxiliar Cláudio Prestes após o desligamento do técnico Roger Machado, o Esporte Clube Bahia terá neste domingo uma parada daquelas consideradas como duras tradicionalmente. No ano passado, por exemplo, o tricolor de aço ao estilo lasquinê perdeu para o Internacional os dois jogos, levando três gols em ambas as partidas. No primeiro jogo realizado no Beira-Rio, o time colorado venceu pelo placar de 3 x 1. Rodrigo Lindoso, Rafael Sóbis e D’Alessandro marcaram os gols do Colorado enquanto Fernandão descontou para o Tricolor Baiano. O jogo foi pela nona rodada com o Inter, assim como hoje, na liderança, e o Bahia na décima primeira posição.

 

Na volta, agora na Arena Fonte Nova, o Internacional estreando o técnico Zé Ricardo venceu novamente, agora pelo placar de 3 x 2. Os gols da partida foram marcados por Paolo Guerrero, duas vezes, e Guilherme Parede para o Inter, enquanto Artur e Juninho descontaram para o Esquadrão de Aço. Na ocasião, o jogo foi pela vigésima oitava rodada e o Colorado era quinto colocado, enquanto o Esquadrão era o nono. No final do ano, quando a régua foi aplicada, o Bahia findou a competição em décimo segundo lugar com 49 pontos conquistados, enquanto o Internacional na sétima colocação com 57 pontos.

Neste domingo, o tricolor encara o time gaúcho em melhores condições, líder da competição após sete jogos, com cinco vitórias, um empate e apenas uma derrota para o Fluminense pela terceira rodada. Além disso, o time do técnico Argentino Eduardo Coudet conta com o melhor ataque (com 11 gols marcado empatado com Flamengo e Corinthians que jogaram neste sábado) e a melhor defesa (com apenas 3 gols sofridos) até então, e assim como no ano passado vem construindo sua base de pontos atuando dentro do Beira-Rio, além, tem 100% de aproveitamento atuando no seu estádio com três jogos e três vitórias.

Para enfrentar o Bahia, o Internacional encerrou a preparação na tarde desde sábado (05/09), no CT Parque Gigante. O treinador Eduardo Coudet comandou a última atividade, fazendo os ajustes finais no time. O atacante Abel Hernández entrou no BID da CBF e está à disposição do comandante para o confronto. Já Yuri Alberto, William Pottker e Paolo Guerrero seguem como desfalques, assim como Leandro Fernández, que recém iniciou os trabalhos com seus companheiros. Rodrigo Lindoso e Musto estão com Covid-19, afastados do elenco, e de fora do jogo.

Pelo lado do Bahia, os volantes Gregore e Ronaldo estão de volta. O primeiro não enfrentou o Flamengo porque cumpriu suspensão, enquanto o segundo por força contratual. O goleiro Douglas e o lateral-direito João Pedro ainda se recuperam de lesão. Zeca e Ramon não pode enfrentar o Inter por força contratual. Mas a principal mudança será na beira do gramado com a entrada do auxiliar Cláudio Prates, que fará o papel de técnico interino em substituição ao treinador Roger Machado, demitido após derrota para o Flamengo na rodada passada.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*