Ceará não perde para o Bahia desde 2018; Veja o histórico de confrontos

Nos últimos quatro encontros, Ceará venceu ou empatou com o Bahia

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Bahia e Ceará voltam a se encontrar nesta terça-feira (04), agora pela segunda partida da grande final da Copa do Nordeste. No último sábado, o Vozão venceu de virada por 3 a 1, com gols de Fernando Sobral, Cléber e Mateus Gonçalves, e deu passo enorme para a conquista do bicampeonato do nordeste. O Esquadrão precisará vencer por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis, ou vencer por 3 a 0 para levantar a taça no tempo normal, algo improvável diante do futebol que vem apresentando o time de Roger Machado.

 

 

O histórico de confrontos entre Bahia e Ceará aponta um enorme equilíbrio. Em 46 confrontos, entre Brasileirão, Série B e Copa do Nordeste, cada time venceu 16 vezes. Tivemos outros 14 empates. Atuando como mandante, o Bahia leva vantagem. Dos 22 jogos, foram 12 triunfos, com 6 empates e apenas 4 derrotas. No entanto, o retrospecto recente é favorável ao time cearense. Nos últimos quatro encontros, o Vozão venceu duas vezes (2 x 1 em Pituaçu pela Série A de 2019 e 3 x 1 pela final da Copa do Nordeste no último sábado), e empatou outros dois jogos (0 x 0 pela Série A de 2019 no Castelão e 2 x 2 pelo confronto da primeira fase do Nordestão 2020). O Ceará não perde para o Bahia desde 2018, quando tomou 2 a 1, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No confronto do dia 15 de fevereiro, que terminou empatado em 2 a 2, pela quarta rodada da primeira fase da Copa do Nordeste, o destaque do Bahia foi o atacante Gilberto, autor dos dois gols. O camisa 9, artilheiro do time tricolor esse ano com 7 gols, desfalcou o Bahia nas fases mais importantes do torneio. Ficou de fora das quartas de final, semifinais e finais por conta de uma lesão. Outra curiosidade é que naquele empate, um dos gols do Ceará foi marcado pelo atacante Mateus Gonçalves, que desde então vinha tendo poucas oportunidades com Guto Ferreira, mas entrou no segundo tempo da final e marcou o gol que decretou o 3 a 1.

VEJA TAMBÉM:

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Provável escalação: Roger deve mudar o Bahia contra o Ceará na finalíssima

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*