Presidente do Vitória é suspenso e multado pelo TJD; Advogado explica

Vitória poderia recorrer da punição aplicada, mas não deverá fazer

O presidente do Esporte Clube Vitória, Paulo Carneiro, foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJDF-BA) por causa de declarações contra arbitragem após o jogo entre Vitória e Juazeirense no Campeonato Baiano. O mandatário foi suspenso por 15 dias das atividades relacionadas ao futebol e multado em R$ 5 mil. No entanto, a suspensão só começará a ser cumprida quando futebol for retomado no Brasil. O advogado do clube, Manoel Machado, falou sobre o assunto. A decisão cabe recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), porém, não o clube não deve ingressar.

 

“Ele foi punido com a suspensão de 15 dias, mas o cumprimento só irá começar quando a Federação Baiana de Futebol restabelecer as atividades dos clubes. Então, por enquanto, ele não cumpre. Foi uma suspensão de 15 dias e multa de R$ 5 mil, podendo ser pago até 30 dias depois da reabertura”, disse Machado em entrevista ao jornal A Tarde.

O motivo da punição foi por ofender o árbitro Emerson Ricardo Pereira após o empate em 2 a 2 com a Juazeirense, no Barradão, no dia 29 de janeiro, pelo Campeonato Baiano. O cartola foi enquadrado no artigo 243-F do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*