Ex-presidente do Flamengo exalta ações do Bahia e elogia gestão de Bellintani

"Bellintani se destaca como nenhum outro no Brasil", disse Bandeira

Principal responsável pela recuperação administrativa e financeira do Flamengo que chegou a estar no fundo do poço, mas se reergueu conquistando no ano passado a Libertadores e o Brasileirão de forma espetecular, o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello rasgou elogios a gestão do presidente Guilherme Bellintani no Esporte Clube Bahia. Em entrevista ao grupo Independente Tricolor, Bandeira destacou as iniciativas do clube e disse que “fica com inveja”. Além disso, enalteceu trabalho de Bellintani que, segundo ele, se destaca como nenhum outro no Brasil. O ex-mandatário rubro-negro também frisou que o futebol brasileiro precisa de dirigentes assim.

 

“Quando vejo as iniciativas do Bahia nesse aspecto, eu fico com inveja. Porque é muita criatividade, é algo contagiante. O Bahia é um time de massa, assim como o Flamengo e sabe se comunicar muito bem com seu torcedor. Ele (Guilherme Bellintani) se destaca como nenhum outro no Brasil, além da parte financeira e esportiva que também tem um bom trabalho. O futebol brasileiro precisa de dirigentes assim”, falou o ex-presidente flamenguista.

Bandeira de Mello também comentou a luta que teve para conseguir colocar o Flamengo no caminho dos títulos, após passar por momento conturbados. “Tem que ter muito sangue frio e não se afastar dos seus objetivos. Claro que talvez em outras épocas, se perdesse aqui na Bahia de 3 a 0, era motivo para mandar todo mundo embora. No nosso Flamengo isso não aconteceu (em 2013). Realmente, foi algo desagradável. Ainda não tínhamos o Maracanã (por conta da reforma para a Copa do Mundo), mandamos quase todos os nossos jogos em Brasília. Conseguimos sair da zona de rebaixamento no jogo seguinte com um mesmo 3 a 0 sobre o Atlético-MG. Era um time guerreiro, tanto que vencemos a Copa do Brasil, mas que flertamos com o Z-4 ao longo da temporada”, disse.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*