Presidentes de Inter e Grêmio são diagnosticados com coronavírus

Diretorias dos dois clubes se reuniram após o clássico Gre-Nal

Esta semana, a assessoria do Internacional informou que o seu presidente, Marcelo Medeiros, foi diagnóstico com o novo coronavírus. De acordo com as informações divulgadas, apesar de não apresentar mais sintomas da doença, o mandatário permanecerá em isolamento por 14 dias, conforme protocolo dos órgãos de saúde. Neste domingo (22), o Grêmio através de nota anunciou que o seu presidente Romildo Bolzan Júnior testou positivo para o Covid-19 e está em isolamento em casa há oito dias. Ele é o quarto dirigente do Grêmio diagnosticado com o Covid-19. O presidente gremista e seus pares estiveram num jantar com a diretoria do Inter na véspera do Gre-Nal da Copa Libertadores, que ficou marcado pela pancadaria entre os jogadores dentro do campo.

 

“Romildo Bolzan também foi submetido nas últimas horas ao teste de checagem para detecção do Covid-19, obtendo resultado positivo. O mandatário gremista encontra-se em bom estado de saúde, assintomático, e em isolamento residencial. Seguindo as recomendações médicas e o protocolo dos órgãos de saúde pública, Romildo Bolzan irá permanecer em quarentena”, informou o clube gaúcho.

Romildo Bolzan tem 60 anos e antes dele, o Tricolor confirmou os casos positivos do assessor adjunto nas categorias de base, Eduardo Fernandes, e do vice-presidente Claudio Oderich. No último sábado (21), foi a vez do também vice-presidente Marco Bobsin ser diagnosticado com o Covid-19.

O Grêmio suspendeu as atividades do departamento de futebol e liberou o elenco principal devido à pandemia do coronavírus no Brasil. A reapresentação está prevista para a próxima terça-feira (31). O Campeonato Gaúcho foi suspenso até o dia 30 de março e a Libertadores não será reiniciada antes do dia 5 de maio. Já o Brasileirão não tem data para começar.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*