Clube francês só libera Stiven Mendoza por 7 milhões de euros

Mendoza custou 1 milhão de euros (R$ 3,8 milhões na cotação da época)

Novamente especulado como possível reforço do Esporte Clube Bahia, o atacante Stiven Mendoza deve seguir atuando no futebol francês. De acordo com o Bahia Notícias, o nome colombiano chegou a ser cogitado, no entanto, o Amiens quer 7 milhões de euros para liberar o atleta de 27 anos, valor completamente fora da realidade financeira do Esquadrão. O atleta defendeu o tricolor baiano na temporada 2017, emprestado pelo Corinthians, atuando 31 jogos e marcando 8 gols. Na França, ao todo, são 54 partidas e 10 gols marcados. Mendoza foi vendido pelo Corinthians ao clube francês por 1 milhão de euros (R$ 3,8 milhões na cotação da época).

 

Não é a primeira vez que Mendoza tem seu nome ligado a um possível retorno. Em janeiro de 2019, ele deu a entender que estaria voltando ao comentar em postagem nas redes sociais. Em seguida, a esposa do jogador publicou uma foto com a camisa tricolor e aumentou os rumores, porém, o presidente Guilherme Bellintani garantiu que não havia negociação e que tudo se tratava de uma “brincadeira de rede social”. No final do ano passado, o empresário do atleta levantou a possibilidade de um retorno. “Temos um ótimo relacionamento, principalmente com o Cerri. Talvez possa acontecer”, disse.

Natural de Palmira, cidade colombiana, John Stiven Mendoza Valencia surgiu no Deportivo Cali, mas se profissionalizou no Envigado-COL. Passou ainda no seu país por América de Cali e Cúcuta Deportivo. Deixou a Colômbia em 2015 para defender o Chennaiyin FC da Índia, mas não ficou muito tempo e na mesma temporada acertou com o Corinthians, onde na primeira passagem atuou 25 jogos e marcou 3 gols. Entre idas e vindas, foi emprestado a Chennaiyin FC e New York City FC, até chegar ao Bahia, onde atuou na temporada 2017, entrando em campo 31 vezes e anotando 8 gols. Com o destaque, Mendoza foi vendido ao Amiens, da França, no início de 2018.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*