Mesmo com derrota, Bahia mantém posição segura e foca em confronto direto

Se vencer o São Paulo, quarta-feira, o Bahia retorna ao G-6

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Apesar da boa atuação, até elogiada pelo técnico Roger Machado, o Esporte Clube Bahia não foi EFICIENTE e acabou sendo duramente CASTIGADO pelas chances desperdiçadas ao ser derrotado neste sábado, pelo Athletico-PR, por 2 a 1, diante de 38 mil torcedores na Arena Fonte Nova, e com a vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Fortaleza, o Esquadrão saiu do G-6, descendo uma posição na tabela de classificação, ocupando agora o sétimo lugar com 37 pontos, uma posição segura que ainda mantém o Tricolor Baiano com reais chances de classificação para a Libertadores, principalmente pelo fato do Internacional, outro concorrente direto, ter empatado seu jogo neste sábado por 1 a 1 com o Cruzeiro no Mineirão. Além disso, o próximo compromisso do Bahia é justamente contra o São Paulo, agora 5º colocado com 39 pontos.

 

DESTAQUE NEGATIVO

O destaque negativo do jogo foi o atacante Gilberto que completou o terceiro jogo sem balançar as redes. Com 26 gols em 45 jogos, o camisa 9 teve várias chances de marcar, mas parou duas vezes na trave e em outra oportunidade isolou em finalização da marca do pênalti. Vale lembrar que o jogador está passando por um  problema extra-campo e revelou na sexta-feira que sua esposa está sendo coagida por bandidos que roubaram os documentos dela e vem mandando mensagens e áudios com ameaças.

CONFRONTO DIRETO

Na próxima quarta-feira, às 21h, o Esporte Clube Bahia enfrenta o São Paulo, na Arena Fonte Nova. Se vencer, o Esquadrão retorna ao G-6, mas se perder, pode se complicar na briga por uma vaga na Libertadores. Esse ano, os time se e enfrentaram três vezes, duas pela Copa do Brasil e uma pelo 1º turno da Série A. No torneio mata-mata, o Bahia eliminou os paulistas vencendo no Morumbi por 1 a 0 e novamente 1 a 0 na Fonte Nova com gol de Ernando, avançando às quartas de final. Pelo Brasileirão, no primeiro turno, empatou por 0 a 0 no Morumbi.

FIM DA INVENCIBILIDADE

Antes da bolar, o Athletico Paranaense tinha apenas duas vitórias como visitante em 11 jogos no Campeonato Brasileiro e um aproveitamento de 27%, enquanto o Esporte Clube Bahia ainda estava invicto atuando na Arena Fonte Nova em jogos pela Série A e carregava um aproveitamento de 72% como mandante no Brasileirão. Porém, a invencibilidade do Esquadrão foi por terra ao ser derrotado pelo Furacão por 2 a 1, diante de 38 mil torcedores no estádio da Fonte Nova. Lembrando que a derrota do Bahia para o Santos por 1 a 0 aconteceu no Estádio de Pituaçu. Agora, em 12 jogos, o Esquadrão tem duas derrotas na competição nacional atuando em Salvador, além de três empates. Venceu sete vezes.

Além disso, o Tricolor Baiano não sofria gol há dois jogos e tinha a 4ª melhor defesa da competição com apenas 18 gols sofridos e agora divide com 20 gols divide o posto com o Flamengo, que também sofreu 20 gols. Corinthians, que sofreu apenas 13 gols no certame, o São Paulo com 15 gols sofridos, e o vice-líder Palmeiras, vazado em 17 oportunidades, têm as melhores defesas do Campeonato Brasileiro.

JOGOS DA SÉRIE A – 23ª RODADA

SÁBADO, 05/10
17h – São Paulo 2 x 1 Fortaleza
17h – Vasco 0 x 1 Santos
19h – Grêmio 0 x 0 Corinthians
19h – Bahia 1 x 2 Athletico-PR
21h – Cruzeiro 1 x 1 Internacional

DOMINGO, 06/10
11h – Chapecoense x Flamengo
16h – Ceará x Goiás
16h – Palmeiras x Atlético-MG
16h – Botafogo x Fluminense
19h – CSA x Avaí

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*