Geninho festeja 1º triunfo no comando do Vitória e elogia Jordy Caicedo

"Vitória importante e necessária", destacou o treinador

Foto: Letícia Martins/EC Vitória

Finalmente o técnico Geninho conquistou o seu primeiro triunfo sob o comando do Esporte Clube Vitória ao vencer na noite desta terça-feira (08) o Oeste-SP, pelo placar de 3 a 1, no retorno ao Estádio Manoel Barradas após atuar três jogos na Arena Fonte Nova, resultado que tirou o Leão do Z-4 e colocou na 16ª colocação com 29 pontos. Após o jogo, em entrevista coletiva, o treinador festejou bastante a vitória “importante e necessária”, e destacou que as vezes uma conversa é melhor que um treinamento. Além disso, o comandante elogiou bastante o atacante Jordy Caicedo, autor de dois gols. Veja algumas falas de Geninho abaixo:

 

“Atitude que a equipe teve de buscar o resultado. Equipe que teve humildade em marcar o Oeste quando criava as jogadas. Time chato, muito rápido, jogo pelos lados, tem centroavante de 1,92m na área, artilheiro, eles procuram fazer as jogadas para ele. Atitude que tivemos de ter humildade de marcar e personalidade para tentar buscar o gol. Time que jogou. Ponto fundamental foi que a equipe está aprendendo as lições. Algumas lições que não gostaríamos de aprender, mas acontecem.”

“Vitória importante e necessária. Todos sabíamos da importância do jogo para aquilo que almejamos. Nós vínhamos já fazendo alguns jogos, não vou dizer jogos de ótima qualidade, mas, em alguns momentos, com bom desempenho. Nas três partidas contra equipes muito fortes, tivemos desempenho bom. Deixamos escapar uma vitória contra o Sport, que estava na mão e fugiu no finalzinho. Fundamental vencer hoje, porque um jogo contra um time que não estava no topo, no meio da tabela, vai brigar com a gente de repente, dentro dos nossos objetivos. Fundamental vencer. O que pensávamos era fazer bom jogo, corrigir algumas coisas. Acho que ainda precisamos de vários ajustes. Mas venho sentindo um grupo muito empenhado em tentar acertar, fazer aquilo que a gente pede.”

“Às vezes uma boa conversa é melhor que treinamento. E temos feito isso. Senti um grupo pressionado, temeroso de jogar, com medo de fazer a coisa. Se você tem medo, não vai acertar nunca. O erro faz parte da nossa vida, e nós temos que tentar o acerto. Eles têm qualidade para acertar. Acho que essa vitória vai trazer tranquilidade muito maior. Time estava sendo cobrado. Nós ganhamos hoje com mérito. Não foi sofrendo, sendo inferior. Vitória que não pode ser contestado e traz tranquilidade maior ao nosso grupo. Espero que essa tranquilidade faça parte, porque ela é fundamental.”

“Eu estava conversando com ele [Jordy] e ele disse que jogou por dentro muito tempo no Equador. Claro que ele jogando por dentro perde aquilo que ele tem como sua maior qualidade, que é a velocidade. Por dentro, ele não tem velocidade. Ele tem velocidade quando é atacado. Isso que eu estou tentando colocar na cabeça dele. Ele não precisa driblar o zagueiro. Na hora em que ele pegar a bola e sair para o giro, se ele der um tapa e sair correndo atrás, o zagueiro não pega mais ele. Ele ainda está meio reticente em relação a isso. Vamos ver se a gente acopla isso a ele. Mas é bom saber que ele poder jogar por ali. Teve presença grande de área. Rebote, na outra entrou carrinho. Demonstrou que pode jogar por ali. Não é aquele jogador técnico, que prende, faz parede, ele tem dificuldade nisso. É um jogador forte, que incomoda, está presente ali dentro, isso perturba a zaga. Ele perde a velocidade. Vamos ver, tentar utilizar. De repente, joga por dentro, por fora. Se estiver ajudando e fazendo gol, a gente arruma um lugar para ele.”

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*