Burse analisa revés, isenta Aderllan e diz que Vitória seguirá lutando

"Enquanto houver esperança a gente vai continuar lutando"

Foto: Glauber Guerra

O técnico João Burse foi o do céu ao inferno. Antes treinando a equipe Sub-23 e prestes a levar o time para final do Brasileiro de Aspirantes, ele abandonou antigo time para assumir o principal com a missão de evitar o rebaixamento, recebendo uma BOMBA deixada por Vagner Mancini e posteriormente por Paulo César Carpegiani. Nesta quarta-feira, o treinador completou mais um duelo sem vencer e vê o Leão praticamente encaminhar sua queda para Série B.

Em entrevista coletiva após a derrota desta noite (3 x 0) para o Cruzeiro, Burse avaliou a atuação dos jogadores, evitou apontar culpados, isentou Aderllan e analisou os próximos dois jogos contra Grêmio e Palmeiras.

“Sabemos da situação que nos encontramos. Mesmo assim conseguimos contra-atacar e tomamos gol por infelicidade. Segundo tempo tivemos que sair, tirei volante e coloquei Neilton. Acabou nos expondo mais, que era esperado. E contra o Cruzeiro você fica vulnerável ao contra-ataque. Acabamos tomando o segundo e terceiro […] Trabalhar, ficar concentrados. Temos jogos difíceis contra Grêmio e Palmeiras. Temos que ficar focados nos detalhes para fazer os gols e não tomar”, disse.

Escolhido para substituir Ramon, que foi o vilão na derrota do Vitória para o Atlético-PR na última rodada, o zagueiro Aderllan teve uma noite completamente infeliz na noite desta quarta-feira, no Mineirão. Autor de um gol contra e responsável por cometer um pênalti, o defensor deixou o campo visivelmente abalado. Porém, o treinador isentou o defensor e dividiu a responsabilidade.

“Enquanto houver esperança a gente vai continuar lutando. Não têm culpados. Perdeu, perdeu todos. Vamos continuar trabalhando e buscando enquanto houver esperança. O Eron jogou, Nickson jogou, o próprio Léo Gomes. Os atletas estão sendo lançados. Também temos um grupo para dividir a responsabilidade, e eles estão dividindo isso, trabalhando duro. Ninguém quer passar por isso. Vamos continuar lutando para tirar o Vitória dessa situação – afirma o técnico rubro-negro”



LEIA MAIS:

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*