Bellintani explica fundação do Bahia Lusaca e fala sobre o time feminino

"Com essa parceria, começa um trabalho importante"

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Esporte Clube Bahia anunciou na quinta-feira a parceria com o Lusaca (atual campeão baiano) e a fundação do “Bahia Lusaca”, time de futebol feminino que disputará o próximo Estadual, a Copa do Nordeste e, a depender da classificação da equipe neste ano, ainda o Campeonato Brasileiro feminino, além de torneios sub-17 e sub-20.

O Tricolor bancará as despesas necessárias para a atuação do time, assim como os uniformes de jogo e treino, e cederá seus departamentos de registro, médico e fisioterapia às atletas. Fundado na cidade de Dias D’Ávila, em 2007, o Lusaca vem tendo como mando de campo o estádio de Camaçari, onde se encontra a maior parte do terreno da Cidade Tricolor, futuro CT do Bahia.

Em entrevista ao programa de rádio oficial do Esquadrão, o presidente Guilherme Bellintani falou sobre a parceria com o Lusaca e destacou a importância para o clube de ter um time feminino, principalmente para atrair mais sócios do sexo feminino. Ele explicou alguns pontos da parceria e agradeceu ao Lusaca pela confiança e as meninas, que fizeram o seu primeiro treino no Fazendão ontem. O mandatário também revelou que a equipe pode mandar alguns jogos na Arena Fonte Nova.

Veja abaixo



“É um dia importante para o Bahia, para o que a gente planeja. Mais um compromisso da eleição de 2017. Pouco menos de um ano de nossa gestão e a gente entrega um dos compromissos mais importantes, que é o investimento no futebol feminino. A gente fechou uma parceria com o Lusaca, um clube muito focado no futebol feminino, atual campeão baiano, todo um planejamento desenvolvido com as meninas, que enfrentam a dura jornada no futebol. A gente vem trabalhando a questão da presença feminina no esporte em vários aspectos, desde a participação no Conselho, incentivando número de sócios do sexo feminino, presença no estádio… E agora chegou a hora do futebol. Com essa parceria, começa um trabalho importante, entrega estrutura, metodologia. A gente funda o Bahia Lusaca, que passa a atuar com esse nome, metodologia, tudo integrado. É um trabalho que vai se tornando único. Gradativamente, vamos formando um único clube com foco no futebol feminino”

“Quero agradecer ao Lusaca pela confiança e as meninas, que fizeram o seu primeiro treino no Fazendão. Em breve vamos ter novidade no futebol feminino na Fonte Nova, quem sabe fazer alguns jogos lá. A gente tinha uma dúvida de começar um projeto do zero ou ser um ‘patrocinador’ de emprestar uma camisa. Com o Lusaca, encontramos o meio do caminho. Nem seria uma coisa que não nos agradava, que era ceder a camisa, e começar do zero, que seria um trabalho de longo prazo para algo que era um anseio da torcida. Pegamos um clube existente, que se abriu para integrar. O que não queremos é ter um time por ter. Queremos trabalhar da forma mais séria para ter um trabalho de referência nacional, e quem sabe internacional”

VEJA TAMBÉM:

Enderson começa a montar time do Bahia para o BA-VI

Douglas é punido pelo STJD; Bahia vai recorrer

Empresário confirma procura do Fluminense por volante

Deixe seu comentário

Autor(a)

09/11/2018 às 9h08

Fellipe Costa

Redator e Administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*