Qual o critério? CBF não cita lances em que o Bahia foi claramente prejudicado

Para CBF, nordestinos estão sendo mais beneficiados

Interessante e ao mesmo tempo preocupante a matéria veiculada no Globoesporte nesta quinta-feira (25/10) sobre os clubes mais beneficiados pela arbitragem e os mais prejudicados neste ano, os lances capitais das arbitragens na Série A, feita pelo site oficial da CBF, nesta análise aponta os erros e acertos dos árbitros, e na opinião da CBF, o time mais ajudado pela arbitragem é a Chapecoense, eles acrescentaram seis pontos de vantagens indevidas, nos jogos que a Chapecoense foi beneficiada foram: contra Grêmio, contra o Cruzeiro, contra o Atlético-MG e contra o Palmeiras, e não houve nenhum jogo em que foi prejudicada pela arbitragem.

Agora pasmem, na análise deles, o time mais prejudicado é o Corinthians, que perdeu seis pontos no erro de arbitragem, foi prejudicado contra o Internacional, contra o América-MG e contra o Ceará, foi beneficiado contra o Palmeiras e contra o São Paulo, mas nesta mesma análise mesmo que o árbitro acertasse, não haveria mudança no resultado (em ambos ele perdeu). Vale ressaltar que esta análise é até a vigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Muitos lances polêmicos contestados por clubes e torcedores, não entram na relação dos avaliados pela CBF, e também não deixa claro o critério utilizado pela entidade, mas tive o cuidado de verificar alguns lances que o Bahia foi prejudicado claramente e que não consta nesta relação, como o jogo contra a Chapecoense (1×1) pela 13ª rodada um pênalti claro de Jandrei em cima de Gilberto e na derrota em casa contra o Internacional (0x1), pênalti em cima de Zé Rafael, em um lance em que ele recebe falta fora da aérea segue o lance entra na aérea sofre nova falta e não foi marcado, além do confronto contra o Flamengo.

Coincidência ou não, em ambos os lances citados acima, a empresa detentora dos direitos de transmissão (Globo), em seus melhores momentos dos jogos não coloca esses lances em questão, ou simplesmente esses lances não passam nos melhores lances, ou seja, a forma de critério de avaliação da CBF deve ser analisando os melhores lances no dia seguinte baseado apenas nas imagens disponibilizadas pela empresa detentora do direito de transmissão nos seus melhores momentos.

Dos clubes Nordestinos, pela análise da CBF, o Bahia foi beneficiado contra o Fluminense no Maracanã (1×1), gol impedido de Edigar Junio, e em casa contra o Atlético-MG (2×2), gol de impedimento, e prejudicado neste mesmo jogo em um pênalti não marcado. No computo geral na análise deles, o Bahia era para ter um ponto a menos. No entanto, o jogo contra o Flamengo em que o zagueiro chuta a bola na mão do companheiro foi analisado como normal.



O Ceará foi beneficiado contra o Grêmio fora de casa, pênalti não marcado (0x1), contra o América-MG em casa (2×2), no gol de impedimento e também pênalti inexistente, contra o Corinthians em São Paulo (1×1), pênalti não marcado para o Corinthians, não foi prejudicado em nenhum jogo por erro de arbitragem pela análise da CBF e somou dois pontos indevidamente, enquanto o Sport-PE foi beneficiado contra o Cruzeiro em Recife (0x0), gol mal anulado do Cruzeiro, contra o Santos na Vila em que perdeu por 3 x 0, gol mal anulado do Santos, não foi prejudicado em nenhum jogo e na análise deles tem um ponto a mais.

No caso do Vitória, foi beneficiado contra o Internacional no Beira Rio perdeu (2×1), gol anulado indevidamente de Nico López, contra o América-MG em BH, perdeu (2×1), pênalti não marcado para o América, contra o Flamengo em casa por pênalti e expulsão equivocadas de Everton Ribeiro (2×2), foi prejudicado, contra o Internacional no Beira rio pênalti inexistente, mão aconteceu fora da área, pênalti não marcado em André Lima dentro de casa que venceu (1×0), contra o Flamengo gol de Rever (2×2), teve impedimento na jogada, entre erros e acertos estaria na mesma posição da tabela de classificação.

O mais intrigante desta matéria do Globoesporte, é que foi publicada na véspera de jogo importante para as pretensões do Corinthians no Campeonato Brasileiro, já que está a cinco rodadas sem vencer e uma derrota será decisiva na sua luta contra o rebaixamento, e caso não haja nenhum questionamento pelos clubes Nordestinos, que não só tem obrigação de contestar, mas mostrar erros grosseiros que aconteceram e passaram despercebidos pela CBF, caso isso não seja feito na visão equivocada da CBF os clubes Nordestinos estão sendo muito mais beneficiados do que prejudicados.

Jorge Machado, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Futebol Bahiano

Sem erros de arbitragem, Bahia perderia ponto e Vitória seguiria intacto

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*