Próximo adversário do Bahia está há 14 jogos sem vencer no Brasileirão

Paraná foi goleado pelo Fluminense nesta segunda

O Esporte Clube Bahia bateu na trave no último sábado (06) e após estar vencendo por 2 x 0 levou o empate do Grêmio, é claro, prejudicado pela arbitragem que foi rigorosa para expulsar o zagueiro Jackson e completamente parcial para assinalar um pênalti que certamente não marcaria se fosse para o lado contrário. Com o resultado, o Esquadrão chegou ao quinto jogo sem triunfo acumulando 2 derrotas (São Paulo e Vasco, ambos fora) e 3 empates (Palmeiras, Flamengo e Grêmio – dois deles em casa).

Mesmo com a sequência negativa, o Esporte Clube Bahia – por incompetência dos concorrentes – conseguiu se manter fora da zona da degola, atualmente em 14º com 31 pontos, mas podendo perder uma posição para o Vasco que enfrenta o Botafogo na noite desta terça-feira no complemento da 28ª rodada. Para acabar com o jejum, o Esquadrão de Aço terá no próximo sábado um jogo onde os três pontos são extremamente necessários, obrigatórios e indispensáveis, não só por ser em Salvador, mas pela situação crítica do adversário.

O Bahia enfrenta no próximo sábado, às 21 horas, no estádio Metropolitano de Pituaçu, o lanterna (com 17 pontos) e quase rebaixado Paraná Clube, que nesta segunda-feira foi goleado pelo Fluminense por 4 x 0 no Rio de Janeiro e chegou ao seu 14º jogo consecutivo sem vencer, com foram incríveis 10 derrotas e 4 empates. O último triunfo paranista aconteceu no dia 22 de julho quando venceu o América-MG, por 1 x 0.



O Paraná tem hoje 13 pontos atrás do primeiro clube fora do Z-4 e restam apenas 30 pontos ainda por disputar, ou seja, apenas um milagre salva a equipe do rebaixamento já que teria que vencer todas as partidas. Desta forma, os paranaenses seguem como pior visitante da competição, com apenas um ponto em 14 partidas fora de casa.

O clube paranaense é o que mais utilizou jogadores até agora na competição nacional, mesmo pecado que no passado era comum na dupla Bahia e Vitória. Foram nada menos do que 42 jogadores que vestiram a camisa tricolor nos 28 jogos disputados, ou seja, quase quatro times completos e o torneio ainda nem entrou na sua reta final.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*