“A gente tem que respeitar o Bahia e ressaltar a justiça feita pelo VAR”

Volante do CAP acredita que gols foram bem anulados

Foto: Cláudia Sandes / EC Bahia

Em jogo marcado por polêmicas, com dois gols anulados do Bahia, um deles de Clayton e outro de Ramires, diga-se, este segundo anulado de forma equivocada pelo árbitro argentino após ser informado pelo VAR de um impedimento INEXISTENTE do meia tricolor, o Esporte Clube Bahia acabou perdendo por 1 x 0 para o Atlético-PR e após a partida não faltou reclamação e críticas por partes dos jogadores, do técnico Enderson Moreira, do presidente Bellintani, do diretor Diego Cerri e, é claro, dos torcedores.

Naturalmente, de um lado, reclamação e revolta com a arbitragem, e do outro tranquilidade e comemoração pelo triunfo que dá uma boa vantagem ao Atlético-PR para o jogo de volta nas quartas de final da Sul-Americana. Questionado sobre os lances polêmicos, em entrevista ao Globoesporte, o volante Wellington pregou respeito ao Bahia, mas acredita que os árbitros de vídeo acertaram e “fizeram justiça”.

“Se foram anulados dessa maneira, sendo revistos e tudo mais, a gente imagina que eles estavam corretos, né? A gente tem que respeitar o Bahia, uma equipe muito competitiva. Temos que ressaltar a importância do VAR e a justiça que foi feita, dois gols bem anulados. Então, pelo contexto geral, merecíamos a vitória aqui. Agora, vamos levar para a Arena”, disse.



Disparou! Bellintani critica árbitro, cita gramado e cobra providências

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*