Melhor do Mundo: Marta se torna a maior vencedora entre homens e mulheres

A brasileira ultrapassou Cristiano Ronaldo e Messi

Em evento de gala nesta segunda-feira para premiar os melhores pela FIFA, em Londres, a brasileira Marta foi eleita a melhor jogadora do Mundo pela sexta vez, desbancando a norueguesa Ada Hegerberg, jogadora do Lyon, e a alemã Dzsenifer Marozsan, também do Lyon. Marta já havia vencido em 2006, 2007, 2008, 2009 e 2010 e, com a perda do título no masculino por CR7, se torna a maior vencedora entre todos os atletas no prêmio individual da entidade – tanto ele quanto Messi têm cinco.

“Eu realmente estou sem palavras, pois é um momento fantástico. As pessoas falam: você já foi tantas vezes e se emociona sempre. Sim, faço isso porque representa muito para mim”, afirmou Marta, emocionada.



Em 2017, Marta foi vice-artilheira da NWSL com 13 gols, líder em assistências com 9 e peça decisiva para levar o Pride aos play-offs, onde avançou até as semifinais. Ela ainda foi a jogadora do mês de junho a setembro e também figurou na seleção da Concacaf de setembro.

Em abril, conquistou a Copa América com a seleção brasileira, assegurando a classificação à Copa do Mundo da França e também aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Em 2015, Marta se tornou a maior artilheira da história da Mundial feminino, com 15 gols.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*