“Nem o treinador é burro de deixar de fora um jogador do quilate de Allione”

Guto Ferreira explica reserva e disse que ainda confia em Allione

O meia Agústin Allione vive outra realidade na temporada 2018, bem diferente de 2017 quando chegou no Bahia, se firmou como titular, foi decisivo na conquista da Copa do Nordeste e retornou ao Palmeiras com expectativa de ser aproveitado pelo técnico Roger Machado, algo que não aconteceu e certamente frustrou o atleta. Porém, a volta ao Esquadrão era a nova chance de retomar o bom futebol apresentado no ano passado, algo que também não aconteceu (ainda).

O jogador não conseguiu ainda se firmar na equipe titular, reserva que até chateou o empresário dele. O argentino entrou aos 22 minutos do segundo tempo no triunfo do Bahia sobre o Botafogo-PB, no lugar do jovem Marco Antônio, atual titular. Na Copa do Nordeste, ele disputou apenas quatro partidas e em nenhuma delas como titular. Porém, Guto Ferreira afirmou que confia no atleta e explicou o por que ele tem ficado no banco de reservas.

“Ele tem a minha confiança. Nunca deixou de ter a minha confiança. Agora, a gente sabe o momento que ele pode somar dez para a equipe, o momento que ele pode somar oito e o momento que ele pode somar só cinco. E aí de acordo com o que ele tem para dar naquele jogo e o que a equipe precisa, a gente vai utilizando até ele chegar no ponto e oferecer sempre dez”, afirmou.




No entanto, o comandante falou que Allione poderá recuperar o seu espaço entre os titulares. Ele ainda ponderou que os problemas físicos atrapalharam o argentino no início da temporada e que nem o treinador é burro de deixar um jogador desse quilate no banco.

“Quando ele estiver oferecendo oito e dez, oito e dez, ele não vai sair. Não tem por que. Nem o treinador é burro de deixar de fora um jogador do quilate de Allione. Para isso, ele precisa estar bem e é isso que as pessoas tem que entender. Na chegada dele, se lesionou logo no primeiro jogo, já veio com um déficit em relação aos outros, chegou um pouco mais tarde. Aí ele já foi e voltou ao DM umas duas vezes, porque ele é um jogador habilidoso e acaba se lesionando. É normal. Agora, ele está trabalhando, está voltando e a gente espera se firmar, porque é uma peça importante”, finalizou.

Reforços: Bahia anuncia mais duas contratações para o time Sub-23

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*