Dois anos após ataque a ônibus do Bahia, Danilo Fernandes cobra prisões

Os criminosos foram denunciados por tentativa de homicídio em setembro e respondem em liberdade.

Foto: Felipe Santana / EC Bahia

O ataque ao ônibus com a delegação do Bahia antes do jogo contra o Sampaio Corrêa, na Arena Fonte Nova, pela Copa do Nordeste, completou dois anos no último dia 21 de fevereiro. Membros de uma organizada do Esquadrão jogaram uma bomba caseira no ônibus na chegada ao estádio. De lá para cá, ninguém foi preso, tampouco existe data para julgamento.

 

Hugo Oliveira da Silva Santos, Janderson Santana Bispo, Marcelo Reis dos Santos Junior e Marcelino Ferreira Barreto Neto foram denunciados pelo Ministério Público por tentativa de homicídio em setembro e respondem em liberdade.

Na última semana, outro episódio semelhante aconteceu com a delegação do Fortaleza, que foi atacada por membros de uma torcida organizada do Sport, após a partida pela Copa do Nordeste. Em entrevista no último domingo, depois do triunfo sobre a Juazeirense, o goleiro Danilo Fernandes, que foi um dos feridos no episódio de 2022, cobrou das autoridades que os responsáveis sejam presos.

“Eu gostaria de falar de outro assunto, gostaria de falar do jogo, de nossa partida, mas, infelizmente, não é assim. Dois anos depois do meu episódio, os jogadores do Fortaleza foram alvos de uma tentativa de homicídio, como foi comigo. Infelizmente não acontece nada com esses bandidos que se chamam de torcedores. Se qualquer um aqui fizer uma bomba e jogar no automóvel vai ser preso”, disse Danilo Fernandes.

“Todos os jogos que eu vou, esses caras estão nas arquibancadas, estão a 20 ou 30 metros de mim. Graças a Deus não aconteceu nada, mas precisam fazer alguma coisa antes que seja tarde. Não quero acreditar que estão esperando que aconteça algo pior. Temos que ter atitudes sérias, tomar providências grandes quanto a isso. Que sejam punidos”, finalizou o jogador.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário