Ferretti fala sobre relação com organizadas e transparência do Grupo City

"A gente pretende abrir diálogo com todo mundo. Sou um diplomata", disse.

Foto: Reprodução

Primeiro presidente eleito após venda de 90% SAF para o Grupo City, o ex-goleiro Emerson Ferretti falou em entrevista ao ge.globo sobre suas atribuições como novo gestor da Associação, que detém 10% das ações. Uma das metas é aumentar o número de sócios da Associação. Questionado sobre a relação com as torcidas organizadas, ele garantiu que vai estar sempre dialogando com o torcedor. Vale lembrar que Ferretti recebeu o apoio da Bamor na sua campanha.

 

“A gente pretende abrir diálogo com todo mundo. Sou um diplomata. O diálogo é a solução para todos os problemas. É ter um canal de comunicação aberto e partir para diálogo com todo mundo. Também com as embaixadas tricolores. A gente tem uma comunicação fluida com o torcedor. As torcidas organizadas fazem parte desse microambiente e precisam ser ouvidas. Comunicação muita aberta”.

Ele também comentou sobre a falta de transparência do Grupo City, que foi a principal queixa da torcida, e a ausência de comunicação com o torcedor nos momentos de dificuldade.

“Primeiro, realmente, a principal queixa. A comunicação que faltou, no entendimento nosso, que está acostumado com alguém do clube sempre se posicionando. Eu entendo como um choque de cultura. O Grupo City vem com um pacote que funcionou na Inglaterra e outros lugares do clube. Tentaram implementar aqui, e houve um choque. Estamos acostumados de outra forma. Para eles, talvez seja o normal. Cabe a nós, agora à frente do clube, nos aproximarmos e fazer eles entenderem que há uma necessidade. Uma comunicação maior e não só dos assuntos relacionados ao futebol. Lembrando também que o Bahia SAF é uma empresa privada. Tem as obrigações de publicação de demonstração financeira, mas a decisão é de cada empresa. É que o futebol brasileiro está acostumada com a comunicação fluida. É uma das nossas funções e obrigações, mostrar como o Grupo City funciona para que não aconteça percepção errada de um lado e outro”.

 

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário