Ceni se irrita com ponto perdido pelo Bahia no fim: ‘O empate tinha valor’

"O Vitor Hugo em determinado momento foi para o ataque. Falei para ele que não é assim"

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia foi derrotado pelo São Paulo nesta quarta-feira, por 1 a 0, com gol sofrido no apagar as luzes, na Arena Fonte Nova. Com o revés, o Esquadrão segue dentro da zona de rebaixamento, com 41 pontos, ocupando a 17ª colocação, um abaixo do Vasco – 16º com 42. O técnico Rogério Ceni demorou para aparecer na entrevista e se mostrou bastante abalado e insatisfeito com a atuação do time e o resultado que aumenta o risco de rebaixamento.

 

O treinador criticou a precipitação do Bahia em se lançar ao ataque e deixar a defesa aberta, e citou Vitor Hugo, que foi para o ataque mesmo após Ceni pedir para que protegesse a defesa. No lance seguinte, o São Paulo emplacou o contra-ataque e marcou o gol.

“Isso é parte do jogo. O Vitor Hugo em determinado momento foi para o ataque. Falei para ele que não é assim que funciona. O empate tinha valor para nós. Não podemos decidir por si só. Esse ponto nos tirava da zona de rebaixamento, então a gente tinha que proteger o ponto. Mas isso acontece. Coisas de jogo, são do campo”.

“Não adianta jogar a culpa, o problema é o momento do jogo. Faltou a gente encerrar o jogo ali. Não conseguimos fazer um grande jogo, eles tiveram mais oportunidades que a gente, então o ponto era muito importante. A gente tem que valorizar. Quando tem o ponto tem que valorizar. Se fechar. Não podemos dar oportunidade faltando dois minutos para o fim do jogo”.

O treinador se recusou a falar sobre o próximo adversário. “Hoje estou pensando só no ponto que deixamos de somar. Sei como o América-MG joga, mas não consigo pensar nesse ponto. Só consigo pensar no ponto que perdemos. Aos 52 minutos não existe mais jogo, dentro de casa não existe mais jogo. Você tem que pegar a bola, acabar. O inconformismo é sobre isso. Não sei ainda o que vamos fazer”.

Questionado porque demorou para fazer a primeira alteração, Ceni demonstrou irritação. “Que mudança? Qual mudança você sugere? Nós colocamos o Everaldo. Fizemos a mudança no momento que achamos que era o momento de fazer”.

Na sequência da competição, o Esporte Clube Bahia enfrenta o lanterna e já rebaixado América-MG, no próximo domingo (03), às 16h, no Estádio Raimundo Sampaio (Arena Independência), em Belo Horizonte (MG). O duelo é válido pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Na última rodada, o Esquadrão encara o Atlético-MG, no dia 6 (quarta-feira), às 21h30, na Arena Fonte Nova.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário