Globo pode dividir direitos de transmissão da Série B com emissora

A Globo desembolsa atualmente cerca de R$ 200 milhões do atual contrato.

O contrato da Rede Globo com a CBF para transmissão do Campeonato Brasileiro da Série B se encerra em dezembro deste ano e até o momento não houve acordo para uma renovação. Com o intuito de pagar um valor menor, a emissora não fará esforço para prorrogar o vínculo, ainda que tenha o interesse em manter a competição na sua grade. No entanto, o Grupo Disney entrou na briga para exibir o campeonato através da ESPN. De acordo com o colunista Flavio Ricco, do R7, as emissoras podem dividir a transmissão da Segundona. A Globo sinalizou a decisão de não comprar os direitos da Série B inteira.

 

A Globo desembolsa atualmente cerca de R$ 200 milhões do atual contrato, e não estaria disposto a pagar o mesmo valor para a edição de 2023, que não contará com tantos times atrativos, como foi esse ano com vários campeões brasileiros. Outra interessado na Série B, segundo informações do portal Goal, é o SBT, que perdeu a Copa Libertadores para a Globo, e vê na Segundona uma boa possibilidade de atrair audiência em 2023.

“Estamos felizes em anunciar a renovação da longa parceria de sucesso da Copa do Brasil com o Grupo Globo. A experiência de uma das empresas de mídia mais inovadoras do mundo coloca a competição mais democrática do Brasil em contato com milhões de torcedores em diversas plataformas. O acordo nos garante também expandir os negócios nos próximos anos e aumentar as receitas dos clubes de todas as 27 federações que disputam a Copa do Brasil”, afirmou Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário