Conselho do Vitória reprova contas de Paulo Carneiro e aprova de Fábio Mota e Luiz Henrique

O relatório do Conselho Fiscal apontou ausência de conciliação contábil no uso do cartão corporativo.

Em reunião realizada na noite de quarta-feira (19), no Barradão, o Conselho Deliberativo do Esporte Clube Vitória reprovou as contas de 2021 do período em que o clube era gerido pelo ex-presidente Paulo Carneiro, destituído do cargo por gestão temerária. O relatório do Conselho Fiscal apontou ausência de conciliação contábil no uso do cartão corporativo, além disso, não foi encontrada notas fiscais que comprovem as despesas, bem como a descrição dos itens adquiridos ou serviços prestados, além de impostos não recolhidos. PC teve as contas reprovadas em 2020 pelo mesmo motivo.

 

Por outro lado, as contas de Luiz Henrique e Fábio Mota, referentes ao exercício de 2021, foram aprovadas com ressalvas pelo Conselho Deliberativo. Luiz Henrique era vice-presidente de Paulo Carneiro e assumiu interinamente assim que o antigo gestor foi afastado. Ele, porém, pediu licença do cargo no dia 26 de outubro e posteriormente renunciou. Com isso, Fábio Mota, na época presidente do Conselho Deliberativo, ficou responsável por assumir o clube. Ele acabou sendo efetivado e no mês passado, foi eleito para o triênio de 2023-2025.

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário