Mesmo com um a mais, Vitória só empata em jogo com briga generalizada e 6 expulsões

Na sequência da competição, o Esporte Clube Vitória volta a jogar em Salvador.

Foto: Reprodução

Vindo de uma derrota amarga para o Volta Redonda, por 2 a 1, diante de quase 30 mil torcedores no Estádio Manoel Barradas, o Esporte Clube Vitória tentou se recuperar neste sábado (11), diante do pior mandante da Série C do Brasileiro, porém, mesmo atuando com um jogador a mais todo o segundo tempo, não conseguiu vencer o Atlético Cearense, ficando no empate em 1 a 1, no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE), pela 10ª rodada da competição nacional. Rafinha marcou para o Leão, mas Caio Acaraú igualou para o time cearense. Nos acréscimos do segundo tempo, uma confusão tomou conta da partida, após as expulsões de Yan Costa e Eduardo, que trocaram socos na saída do campo, gerando uma briga generalizada. A partida terminou com seis expulsões.

 

Com o resultado, o Esporte Clube Vitória contabiliza 11 pontos, ocupando a 12ª colocação, mas pode perder posições até o complemento da rodada, além disso, a distância para o G-8 que era de três pontos no início da rodada, aumentou para cinco pontos. Já o Atlético-CE segue na 18ª colocação, com 9 pontos.

O primeiro tempo foi animado e com boas chances dos dois lados no PV. O Atlético-CE chegou primeiro, logo aos seis minutos, em chute travado de Vanderlan dentro da área. O Vitória não se assustou e, aos 16, Rafinha tirou tinta da trave em cobrança de falta. Aos 31, o atacante voltou a aparecer, mas desta vez, balançou a rede após tabela com Alemão. Depois do gol sofrido, o time cearense foi para a pressão e quase marcou Lucas Bessa em falta bem batida. Mas aos 40 minutos, em cobrança de escanteio de Bessa, Caio Acaraú igualou o marcador.

No início do segundo tempo, aos 2 minutos, o Vitória ficou com um jogador a mais devido a expulsão de Vanderlan, que chegou duro em Alemão e levou o segundo amarelo. Mesmo com a superioridade numérica, o Leão sofreu diante do bloqueio cearense e na melhor chance, aos 39 minutos, Alan Pedro desperdiçou uma oportunidade de ouro para marcar. Nos acréscimos, Eduardo e Yan Costa se desentenderam e foram expulsos. Na saída, ambos entraram nas vias de fato, com socos e criou-se uma confusão geral. Depois de encerrada a selvageria, o árbitro ainda expulsou o zagueiro Mateus Morais e o auxiliar Ricardo Amadeu, do Vitória, e Éverton Potiguar, do Atlético.

Na sequência da competição, o Esporte Clube Vitória volta a jogar em Salvador, agora enfrentando o Botafogo-SP, no próximo domingo (19), às 17h, no Estádio Manoel Barradas, em duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. Já o Atlético Cearense encara o Botafogo-PB, também no próximo domingo, às 16h, no Estádio José Américo de Almeida Filho, em João Pessoa, na Paraíba.

JOGOS DA 10ª RODADA DA SÉRIE C

SÁBADO, 11/06
11h00 – Brasil-RS 0 x 2 Ypiranga
15h00 – São José 4 x 0 Floresta
17h00 – Campinense 1 x 2 Manaus
19h00 – Atlético-CE 1 x 1 Vitória

DOMINGO, 12/06
15h00 – Altos x Ferroviário
17h00 – ABC x Mirassol
18h00 – Figueirense x Confiança
19h00 – Paysandu x Botafogo-PB

SEGUNDA, 13/06
19h00 – Botafogo-SP x Aparecidense
20h00 – Volta Redonda x Remo

Deixe seu comentário

Autor(a)

11/06/2022 às 21h01

Fellipe Costa

Redator e Administrador do Futebol Bahiano. Contato: [email protected]