Juazeirense não poderá mandar jogo contra o Palmeiras no Adauto Moraes

Alternativas para realização da partida é Londrina, após Juazeiro e Feira de Santana serem vetads

O duelo entre Juazeirense e Palmeiras não irá acontecer no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, pela partida de volta da 3ª fase da Copa do Brasil. Isso porque o Ministério Público Federal (MPF) vetou o jogo na praça esportiva localizada no interior baiano. Por causa dessa decisão. Todavia, o presidente do clube, o deputado estadual Roberto Carlos (PDT), vai se reunir, nesta quinta-feira (28), com a diretoria do Cancão de Fogo para decretar o local da partida.

 

Em entrevista ao site Bahia Notícias, o mandatário apontou alguns locais que estão na pauta da futura discussão da cúpula do clube. “Não está confirmado. A única opção descartada foi Juazeiro, porque o MPF não atendeu os nossos apelos. Vamos sentar com nossa diretoria para decidir onde será o jogo de volta da Juazeirense marcado para o dia 11. Várias sugestões foram dadas, como Londrina, Cuiabá, Brasília, Salvador, Alagoinhas. Vamos analisar com carinho para ver o que é melhor para o torcedor e para a Juazeirense”, disse. 

Mediante o regulamento da competição nacional, os jogos a partir da 3ª fase só são permitidos em estádios com capacidade de no mínimo 10 mil pessoas. O Adautão, no entanto, possui apenas 5.014 lugares. Alternativas como a cidade de Feria de Santana foram levantadas, mas conforme o presidente da Juazeirense, “laudos técnicos não foram aprovados”. O embate de volta contra o Verdão está agendado para o dia 11 de maio (uma quarta-feira), às 19h. Já a partida de ida vai acontecer no próximo sábado (30), às 21h, na Arena Barueri, em São Paulo.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Warley é apresentado e celebra chegada ao Bahia: "Nem quis saber de outras propostas"

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*