Guto pede desculpa ao torcedor após queda e faz críticas à arbitragem brasileira

Guto Ferreira não poupou críticas à arbitragem brasileira

O Esporte Clube Bahia entrou em campo na noite desta quinta-feira, pela última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, precisando vencer o Fortaleza na Arena Castelão para garantir a permanência na elite. Após sair na frente com gol de Rodriguinho, o Esquadrão levou a virada e perdeu por 2 a 1. Wellington Paulista e Yago Pikachu marcaram os gols do time cearense. Com a derrota, o Bahia acabou rebaixado à Série B após seis anos, sendo superado pelo Juventude que fez sua parte e venceu o Corinthians por 1 a 0 no Estádio Alfredo Jaconi. Desta forma, o Tricolor Baiano encerra sua vergonhosa campanha na 18ª colocação, com 43 pontos, se juntando a Grêmio, Sport e Chapecoense.

 

Após a partida, o técnico Guto Ferreira respondeu as perguntas da imprensa e pediu desculpas aos torcedores.

“Primeira coisa é pedir desculpa ao torcedor. É um momento que eu não desejava, a primeira vez que acontece dentro de campo. Participei de alguns momentos muito felizes com o Bahia, hoje passo meu momento mais triste. Procurei trabalhar da melhor maneira possível, procurei soluções, tivemos coisas boas, outras nem tanto, infelizmente tivemos hoje essa derrota que selou nosso descenso. O que fizemos, se fosse na competição toda, teria um Bahia com 50 pontos. Quando chegamos, queríamos que terminar com 48% de aproveitamento e não 44%. Foi isso que nos trouxe esse descenso”, disse.

Guto Ferreira não poupou críticas à arbitragem brasileira. Na reta final da competição, a equipe saiu reclamando de lances em diversas partidas.

“A desculpa que a CBF deu quando houve erro contra o Juventude, Flamengo, São Paulo, no jogo do Fluminense, onde conseguimos vencer. Algumas coisas que acontecem e hoje aconteceu novamente. Vai pedir desculpa de novo? Vai pedir, mas o Bahia tá na Série B. O jogo-chave do Juventude, teria o pênalti e jogaríamos contra dez. O Bahia teria mais triunfos e teria permanecido. E aí? Vai pedir desculpa de novo? Do que vai adiantar? Estou assumindo as minhas responsabilidades. Mas e essas responsabilidades, quem vai assumir?”, indicou.

Questionado sobre os erros na condução do futebol do clube, Guto evitou se alongar, mas reconheceu que houveram falhas no processo da temporada 2021.

“Eu acho que não é o momento de avaliar. É avaliar o jogo, a queda. O que vai acontecer é coisa interna. Não vai somar nada. Que houveram erros? Com certeza, se não o Bahia não estaria nessa condição”, pontuou.

Deixe seu comentário!

4 Comentário

  1. nao acho que o treinador seja o culpado pelo rebaixamento do bahia acho que faltou disposição de alguns jogadores o trinador usou os recursos que o time lhe oferecia o que faltou no bahia foi vontade de vencer se os jogadores jogasem com a garra que rossi jagava a campanha seria diferente

  2. Esse presidente desgraçado conseguiu o que tanto queria: rebaixar o Bahia. Time que contrata um treinador fraco e superado como Guto Ferreira para depositar esperanças de permanência na série A, merece cair mesmo. Está tudo errado na gestão do Bahia de Belintani.

1 Trackback / Pingback

  1. Marcelo Cirino garante que fica no Bahia em 2022: "Não é a queda que vai mudar meu foco"

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*