Marco Antônio vai retornar ao Bahia após empréstimo, diz dirigente

Marco Antônio foi cedido ao Botafogo com uma opção de compra estipulada em 2 milhões de euros

Um dos destaques do Botafogo no Campeonato Brasileiro da Série B, o meia-atacante Marco Antônio vai retornar ao Esporte Clube Bahia em 2022. O jogador de 24 anos foi emprestado ao clube carioca com opção de compra estipulada em 2 milhões de euros (R$ 12,6 milhões). Como não tem como arcar com o valor, o Fogão estaria tentando diminuir pela metade, algo que não agrada a diretoria tricolor. De acordo com o vice-presidente do Esquadrão, Vitor Ferraz, o atleta volta na próxima temporada para integrar a equipe.

 

“Tivemos algumas conversas com o empresário do atleta, e a princípio o atleta retorna ao Bahia após o empréstimo ao Botafogo para incorporar a equipe que vai disputar a próxima temporada”, disse Vitor Ferraz, em entrevista ao ecbahia.com.

Apesar de retornar para integrar o elenco em 2022, Marco Antônio ainda pode ser negociado, caso surja uma proposta compatível com avaliação do atleta no mercado. “Qualquer atleta do Bahia pode ser negociado, portanto, se chegar alguma proposta compatível com o que o atleta é avaliado no mercado pode ser negociado em definitivo”, concluiu.

Contratado pelo Esporte Clube Bahia em 2016 para compor o time sub-20 após se destacar na Copa São Paulo pelo Desportiva Paraense, Marco Antônio foi promovido ao elenco principal em 2018 e no início chegou a emplacar uma série de boas partidas. Porém, uma lesão no pé o impediu de seguir na equipe. Na última temporada, Marco Antônio disputou 27 jogos, com quatro 4 marcados. A última vez que o meia esteve em campo foi no empate em 1 a 1 com o Atlético-GO, pela 29ª rodada da Série A. No total, ele disputou 65 partidas e marcou sete gols com a camisa tricolor. Pelo Botafogo, em 45 jogos disputados, soma 9 gols e 6 assistências.

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Com Vitória secando, Brusque e Londrina jogam nesta segunda
  2. Sport chega a 98% de risco de rebaixamento; Bahia tem 18%

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*