Gilberto diz que já tomou decisão sobre permanência no Bahia, mas faz mistério

O centroavante está no Bahia desde 2018, quando chegou após passagem pelo Yeni Malatyaspor

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Maior artilheiro de um clube nordestino na história da Série A, maior artilheiro do Bahia em Brasileiros, 17º maior artilheiro da história do clube, maior artilheiro da Arena Fonte Nova, e atual artilheiro do Brasileirão 2021. Esse é Gilberto, principal jogador do Esquadrão atualmente e obviamente a esperança de gols do time tricolor. Porém, apesar do “casamento” estar dando muito certo, a separação pode ocorrer ao final deste ano, quando encerra o vínculo entre as partes. Em entrevista nesta quarta-feira ao programa BN Na Bola, da Rádio Salvador FM, o camisa 9 revelou que já falou com o presidente do clube, Guilherme Bellintani, e seus empresários, e a decisão está tomada, porém, manteve o mistério.

 

“É aquilo que sempre falei, quero ajudar o Esquadrão. Sobre a questão de transferência ou não, tudo vai ser resolvido no momento certo. Já falei com Bellintani, com meus empresários. Todo mundo já está bem encaminhado, as decisões tomadas. Eu acho que o que tiver que ser, vai ser sempre melhor para o Bahia. Eu ajudar é sempre o que mais quero”, afirmou.

Natural de Piranhas, no Alagoas, Gilberto Oliveira Souza Júnior foi revelado no Santa Cruz e acumula passagens também por Vera Cruz-PE, Internacional, Sport-PE, São Paulo, Portuguesa, Toronto FC do Canadá, Vasco, Chicago Fire dos Estados Unidos. O centroavante está no Bahia desde 2018, quando chegou após passagem pelo Yeni Malatyaspor, da Turquia. Ao todo, soma 181 jogos, 80 gols marcados e 14 assistências.

“Quando eu cheguei no Bahia, estávamos com um processo delicado com o centroavante, e eu estava disposto a fazer de tudo para jogar e mostrar o meu potencial. Passei por alguns clubes e não entreguei tudo o que podia. Às vezes por não conseguir, que é normal, e outras vezes por não deixarem jogar. E eu precisava disso, que o clube acreditasse no meu potencial. Eu precisava acreditar e mostrar. Muitas vezes, quando você fica muito tempo sem jogar, acaba se retraindo, o que estava acontecendo comigo”, contou.

 

 

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. Um dos maiores artilheiros do Bahia, sem dúvida fará muita falta, pois praticamente só ele faz gol. Porém ninguém é insubstituível, se a direção do Bahia fizer a coisa certa, ou seja fizer a reposição a altura, o clube não terá sofrimento de continuidade no ataque.
    Entretanto não basta ter somente um artilheiro, tem que ter dois bons atacantes que façam gols, afinal quando Gilberto fica ausente é aquele dilema. Além de bons atacantes artilheiros é necessário bons laterais e meias para alimentar as jogadas senão não adianta muita coisa.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Savio Pereira Sampaio apita Bahia x São Paulo pela 30ª rodada da Série A
  2. Bahia rejeita proposta de clube japonês pelo atacante Saldanha

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*