Conselho decreta volta do público e adia jogo do Bahia contra o Ceará

Conselho Técnico de clubes da Série A definiu a volta do público na 23ª rodada

Nesta terça-feira, aconteceu a reunião do Conselho Técnico de clubes do Campeonato Brasileiro da Série A, onde foi discutido o retorno do público aos estádios. Ficou decidido que a partir da 23ª rodada, no próximo final de semana, já teremos a presença da torcida, porém, a capacidade dependerá da liberação de cada autoridade local. Porém, o duelo entre Bahia e Ceará acabou sendo adiado porque o governador Rui Costa vetou o retorno do público diante do aumento nos casos de Covid-19 no estado. Foi ventilada a possibilidade do duelo ser realizado em Aracaju, mas preferiram o adiamento. A partida do Santos contra o Fluminense também será adiada, já que a liberação em São Paulo será a partir de 4 de outubro.

 

Segundo informação do site Globo Esporte, apenas o Athletico Paranaense votou contra a volta do público. Os paranaenses defendiam portões fechados até o fim do campeonato. O Flamengo novamente não participou da reunião. Já os outros 18 clubes aprovaram o retorno do público na 23ª rodada.

Dois clubes paulistas optaram por jogar sem público na 23ª rodada: o Palmeiras, que enfrenta o Juventude, e o Bragantino, que recebe o Corinthians. As duas equipes tiveram a opção de adiar suas partidas, como fez o Santos, mas preferiram atuar de portões fechados. Confira toda a rodada mais abaixo.

No início da reunião, os clubes manifestaram solidariedade ao Bahia, que seria o único a jogar sem público se valesse a regra de liberação das autoridades. O Esquadrão vai enfrentar o Palmeiras, dia 13 de outubro, e está prevista para o dia 11 nova regulação do governo baiano sobre o tema. Caso o Bahia não tenha autorização para jogar com torcida, a diretoria tricolor aceitou jogar sem público no dia 13.

 

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*