Procurado pelo Náutico, Dado diz que irá “aguardar um pouco mais”

“Fui procurado e fico agradecido pelo interesse", disse o treinador.

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Com a saída de Hélio dos Anjos, o Náutico foi ao mercado em busca de um novo treinador, e um dos cotados era Dado Cavalcanti, que foi demitido pelo Bahia na última terça-feira. Em contado ao site NE45, Dado confirmou que foi procurado pelo Timbu, mas afirmou que prefere “aguardar um pouco mais”. Ele já passou pelo clube pernambucano em duas oportunidades (2014 e 2017). Em 51 jogos ao longo de oito meses no Bahia, Dado venceu 21 jogos, empatou 11 e perdeu 19, além de 81 gols marcados e 61 sofridos. Sem perder tempo, o Náutico anunciou na noite de ontem a contratação do baiano Marcelo Chamusca.

 

“Fui procurado e fico agradecido pelo interesse, mas irei aguardar um pouco mais, antes de tomar qualquer decisão referente ao meu reposicionamento no mercado”, explicou Dado após contato com a reportagem.

Dado teve duas passagens pelo Bahia. A primeira foi em 2019, quando foi contratado para comandar o time de transição. Em abril de 2020, com o futebol paralisado por conta da pandemia, teve o trabalho interrompido e deixou o clube. Dado acertou com a Ferroviária, mas não durou muito tempo, foi demitido e retornou ao Bahia em outubro de 2020 para coordenar as categorias de base. No entanto, com a demissão de Mano Menezes, acabou sendo promovido ao cargo de treinador do time principal. Com 12 jogos realizados, Dado somou 4 triunfos, 4 empates e 4 derrotas em 2020, com aproveitamento de 44,44%, evitando o rebaixamento à Série B e colocando o time na Sul-Americana. Em 2021, conquistou a Copa do Nordeste em cima do Ceará, porém, foi eliminado na 1ª fase da Sul-Americana, nas oitavas de final da Copa do Brasil, e vinha de resultados negativos no Brasileirão.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*