Bahia perde para o Grêmio e prolonga o sofrimento do seu torcedor

Na sequência da competição, o Esporte Clube Bahia tem novo compromisso fora de casa

Nada mudou. Comandado interinamente pelo português Bruno Lopes, substituindo Dado Cavalcanti, o Esporte Clube Bahia amargou mais uma derrota no Campeonato Brasileiro da Série A ao perder para o Grêmio (que é um concorrente direto na luta contra o rebaixamento) na noite deste sábado (21), pelo placar de 2 a 0, em Porto Alegre, pela 17ª rodada da competição. O primeiro gol do jogo foi marcado pelo atacante Miguel Borja, aos 3 minutos do segundo tempo, enquanto Diego Souza ampliou nos acréscimos. Essa foi a 9ª derrota do Bahia no Brasileirão, seis delas nas últimas sete rodadas. O Tricolor não vence há sete jogos, com seis derrotas e um empate. O último triunfo na Série A foi no dia 7 de julho, sobre o Juventude, por 1 a 0.

 

Com o novo revés, o Bahia permanece na 13ª colocação com 18 pontos, mas pode perder posições até o complemento da rodada e colar na zona de rebaixamento. Já o Grêmio contabiliza agora 16 pontos e salta para a 17ª posição, superando América-MG e Sport.

Em um primeiro com poucas emoções, o Grêmio teve mais posse de bola, finalizou mais, porem, quem levou perigo mesmo foi o Bahia. O Tricolor criou ao menos três chances de abrir o placar, duas delas de cara para o gol. Logo no início, Rossi quase marcou batendo cruzado, Rodriguinho arriscou com perigo de fora da área e, no fim da etapa inicial, o camisa 10 acertou a trave em cabeçada na melhor oportunidade da etapa inicial. Do outro lado, o Grêmio tentou na base do cruzamento e dos chutes de longe, mas não criou nenhuma chance clara.

Logo aos 3 minutos do segundo tempo, o Grêmio abriu o placar, com Miguel Borja aproveitando cruzamento de Rafinha. Somente após levar o gol, o interino resolveu mexer, sacando Rodriguinho e Patrick, e colocando Gilberto e o jovem estreante Raí. Apesar das alterações, o time baiano encontrou muita dificuldade para criar jogadas de ataque. Nos minutos finais, se lançou ao ataque, deixou espaço na defesa e acabou sofrendo o segundo gol marcado por Diego Souza, aos 49 minutos.

Na sequência da competição, o Esporte Clube Bahia tem novo compromisso fora de casa, pela 18ª rodada. No dia 30 de agosto, uma segunda-feira, o Esquadrão enfrenta o Fluminense, às 19h, no Estádio do Maracanã. O Tricolor Baiano só volta a jogar em Salvador no dia 4 de setembro (sábado), às 21h, contra o Fortaleza, no Estádio Metropolitano de Pituaçu, pela última rodada do primeiro turno da Série A.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 0 BAHIA
BRASILEIRO DA SÉRIE A (17ª RODADA)

LOCAL: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
DATA E HORA: 21/08/2021 (sábado), 19h
ÁRBITRO: Caio Max Augusto Vieira (RN)
ASSISTENTES: Jean Marcio dos Santos e Lorival Candido das Flores (ambos do RN)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

GOL: Miguel Borja e Diego Souza (Grêmio)

GRÊMIO
Gabriel Chapecó; Rafinha, Ruan, Rodrigues e Cortez; Lucas Silva e Villasanti; Léo Pereira (Luiz Fernando) Douglas Costa (Jonathan Robert), Alisson (Fernando Henrique) e Borja (Diego Souza). Técnico: Felipão.

BAHIA
Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Raniele (Jonas), Patrick (Raí), Mugni e Daniel (Maycon Douglas); Rossi (Rodallega) e Rodriguinho (Gilberto). Técnico: Bruno Lopes.

Deixe seu comentário!

5 Comentário

  1. O Bahia é o segundo pior time do brasileiro nas 10 últimas rodadas. Ganhou apenas 2 jogos, sofreu 15 gols, em 30 pts disputados ganhou apenas 5 pontos.
    A defesa é a segunda pior do campeonato, atrás apenas da Chapecoense, tem apenas 23% de aproveitamento nas últimas 10 partidas.
    Já são 27 gols sofridos somente no brasileiro. É mole ou quer mais…
    considerando que, o Bahia tem dois jogos a menos que alguns times, teoricamente estaria na zona de rebaixamento, o que deve se confirmar nas suas próximas partidas ou já contra o Fluminense do Rio.
    Cadê os 2 jogadores que a direção disse que estaria sendo contratados.
    Alias, Bellitani, deve está satisfeito, afinal a meta dele é ficar entre os 10. Então a possibilidade de disputar rebaixamento torna se maior que disputar coisas maiores.
    Dirigente pequiniquim….

  2. Não sei qual a razão deste presidente incompetente não renunciar, o Kara tem uma áurea de Escuridão, a torcida do Bahia a muito tempo sofrendo, sendo humilhada e ainda tem torcedor Massoguista que o idolatra

  3. Está é a gestão fracassada do Bellitani !!! Próximo passo vender o fazendão !!!! O cara está afundando o Baaaeeeaaa!!! O rombo é grande …..

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*