Dado fala sobre saídas, busca por reforços e chegada de Lucas Mugni

“Ele é um meio-campista que tem o poder de exercer várias funções", disse.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Desde as primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro da Série A, o técnico Dado Cavalcanti tem tocado no assunto “reforços” nas entrevistas, e se alguns começam a chegar, outros saíram, aumentando as carências no elenco. O zagueiro Juninho e o meia Thaciano foram negociados para o futebol europeu. O treinador comentou sobre as saídas desses jogadores e também sobre os desfalques por suspensão. Dado frisou que tem algumas soluções para buscar no elenco, mas reiterou que a diretoria está atrás de contratações para repor as saídas.

 

“Entendo que a troca de um atleta por um jogo é uma modificação aguda, provisória. Eu perdi o jogador por um ou dois jogos, então eu busco uma solução provisória. A perda de um atleta em definitivo é uma condição mais crônica. As vezes, a reposição de um atleta envolve adaptação, ajustes e, quase sempre, envolve modificações sistêmicas. Mudas as vezes até o desenho, a forma de a equipe jogar. Essas são as grandes diferenças em relação às adaptações.”

“Não comento suposições, até porque, todos os dias, supõe-se que sai um atleta. Sai Matheus Bahia, Rodriguinho, Patrick. Não dá para viver de especulação. Temos algumas soluções para buscar no nosso elenco, mas também estamos correndo por fora para reforçar nosso elenco. Já tinha falado sobre a busca por reforços, já que a competição é difícil. Nosso elenco, além de curto, temos a necessidade de reforça-lo.”

Dado também falou sobre a contratação do meia Lucas Mugni. O treinador elogiou o atleta e se mostrou contente com a chegada. “Ele é um meio-campista que tem o poder de exercer várias funções no setor de meio-campo. É um jogador que já fez funções de lado de campo, já foi o meia clássico. Hoje, visualizo ele sendo um médio, um jogador voluntarioso, que contribui ao setor de meio, que possui uma dinâmica interessante, que tem uma qualidade de achar passes, de contribuir com a construção do jogo, o poder de chegar de trás. Isso pode trazer alguns benefícios na sequência do campeonato”, comentou.

Comentários:

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*