Bruno Pivetti aciona o Vitória na Justiça e cobra dívida de R$ 56 mil

o Vitória se comprometeu em pagar R$ 70.350,00 em cinco parcelas

Foto: Divulgação/Vitória

Atualmente comandando o CSA, técnico Bruno Pivetti acionou o Esporte Clube Vitória cobrando uma dívida de R$ 56.280,00 do clube baiano referente à rescisão do contrato em sua demissão, ocorrida em outubro de 2020. De acordo com o treinador, o Vitória se comprometeu em pagar R$ 70.350,00 em cinco parcelas, porém, fez o pagamento de apenas uma delas. De acordo com o acordo do Instrumento Particular de Distrato de Contratos de Trabalho e Prestação de Serviço, haveria multa de 2% de juros e correção monetária no caso de atraso superior a 10 dias. O processo corre na 2ª Vara Cível de Salvador, e o treinador é representado pelo advogado João Henrique Chiminazzo.

 

Natural de São Paulo, Bruno Pivetti iniciou sua carreira à beira do campo, em 2016, como auxiliar técnico do Athletico Paranaense e passou pelo Ludogorets, da Bulgária, além do Esporte Clube Vitória, como auxiliar. Pelo Leão, ele foi efetivado como treinador em junho de 2020 para substituir Geninho, e treinou a equipe em 17 jogos, tendo quatro vitórias, sete empates e seis derrotas. Foi demitido em outubro do mesmo, e pouco tempo depois assumiu a Tombense, sendo campeão da Recopa Mineira de 2020. Em Minas Gerais, ele vinha fazendo um bom trabalho, chegou na 2ª fase da Copa do Brasil, quando foi eliminado pelo Vasco, e deixou o time na 4ª posição no Mineiro, na zona de classificação para as semifinais. Foi anunciado pelo CSA em abril deste ano e um mês depois conquistou seu primeiro título pelo clube, o Estadual.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*