Em duelo emocionante, Atlético e Bahia de Feira empatam no 1º jogo da final do Baianão

A partida de volta será no próximo domingo, às 16h, na Arena Cajueiro

Foto: MR Fotografia / @mr_fotografia99

Na tarde deste domingo (16), Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira iniciaram a briga pelo título do Campeonato Baiano de 2021, que pela primeira vez na história é disputado entre duas equipes do interior, já que Vitória foi eliminado na primeira fase pelo terceiro ano seguido, enquanto o Bahia parou na semifinal. Nos primeiros 90 minutos da decisão, os times empataram em 2 a 2 no Estádio Antônio Carneiro, em duelo com intervenções do VAR e emocionante até os segundos finais. Todos os gols saíram no segundo tempo. O Tremendão saiu na frente com golaço de Jarbas, mas o Carcará empatou de pênalti com o atacante Ronan. Nos acréscimos, o time feirense ficou novamente na frente com Adriano, mas Ronan novamente deixou o jogo em igualdade com uma pintura.

 

A partida de volta será no próximo domingo, às 16h, na Arena Cajueiro. Um novo empate por qualquer placar, a decisão será nos pênaltis. Quem vencer, obviamente levanta o troféu do Baianão.

O primeiro tempo no Estádio Carneirão foi truncado e de poucas oportunidades de gols. O Bahia de Feira começou melhor e teve a primeira chance aos 6 minutos, em chute de Jarbas. O Atlético de Alagoinhas, que perdeu dois jogadores machucados durante etapa inicial, equilibrou a partida e passou a levar perigo. Com 20 minutos, Robert ajeitou para Kaefer bater de fora da área.

No segundo tempo, o Atlético chegou a marcar no primeiro minuto com Ronan, mas o VAR pegou impedimento do atacante Roberto. No mesmo lance, o árbitro de vídeo analisou possível toque de mão de Wesley dentro da área, que seria pênalti para Carcará, mas nada foi marcado. Aos 12, Thiaguinho tirou tinta da trave. Aos 15, o Atlético respondeu com Robert, que perdeu chance incrível, com Wesley tirando em cima da linha.

Aos 31 minutos, Jarbas mandou um chutaço de fora da área acertando o ângulo de Fábio e abrindo o placar para o Tremendão. Aos 39, o árbitro marcou pênalti em Robert após analisar imagens do VAR. Ronan foi para a cobrança, deslocou o goleiro e empatou a decisão. Aos 56 minutos, Adriano colocou novamente o Bahia de Feira na frente, mas um minuto depois, Ronan com uma pintura empatou a decisão.

O Campeonato Baiano terá pela quinta vez um campeão do interior. Na década de 60, o Fluminense de Feira conquistou duas vezes o título baiano, ambos em cima do Esporte Clube Bahia, nas edições de 1963 e 1969. Em 2006, foi a vez do Colo Colo de Ilhéus colocar o interior no topo do futebol baiano levantando a taça em cima do Esporte Clube Vitória. O último título do interior foi conquistado pelo Bahia de Feira, em 2011, superando na decisão o Vitória em pleno Estádio Manoel Barradas.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*