Dado não vê anormalidade em atuação do Bahia e explica escolha por Ruiz

"Muitas variáveis estão explicitas num jogo como hoje", disse.

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Apesar de ter conquistado o triunfo por 1 a 0 na noite desta quinta-feira no Estádio Gilberto Parada, na Bolívia, e assumido a liderança do Grupo B da Copa Sul-Americana, o técnico Dado Cavalcanti teve que buscar explicações na entrevista coletiva para a atuação abaixo da média do Esporte Clube Bahia diante do Guabirá, que havia tomado 5 a 0 do Tricolor com time alterantivo em Salvador. O treinador citou muitas variáveis, como as celebrações e festejos após o título da Copa do Nordeste e o pouco tempo de preparação para a partida.

 

“Muitas variáveis estão explicitas num jogo como hoje. Fomos campeões no sábado, tiveram festejos, celebrações e apenas um dia de treinamento. A mudança de chave é muito difícil. Chegou ao meu conhecimento que o Bahia nunca ganhou após um título de Copa do Nordeste e hoje nós fizemos. Essas são as variáveis. Talvez existisse a expectativa por ter vencido o primeiro jogo por 5 a 0, nós enfrentaríamos facilidades. Eu sabia que não. Foi um jogo lutado, como deve ser. Não houve nada de anormal”, disse.

Dado também explicou a escolha pelo atacante Óscar Ruiz no lugar de Thaciano, recuando mais o meia Rodriguinho, algo que foi bastante contestado pelos torcedores.

“A formação inicial foi composta por uma troca com a saída do Thaciano e o posicionamento do Óscar Ruiz como atacante. Prevíamos um sistema defensivo mais forte do nosso adversário. A nossa construção não precisava de um jogador a mais, onde Patrick e Daniel poderiam dar conta, como deram. Por isso tomei a iniciativa de colocar o Óscar. Começamos com três atacantes, três meias e um atacante. Perdemos em competitividade, mas ganhamos em profundidade. Tivemos o ataque com o Óscar e com o Rossi. Criamos, mas houve um momento no segundo tempo que era preciso fazer uma mudança no desenho”, explicou.

 

Comentários:

6 Comentário

  1. objetivo alcançado, quem ganhar no jogo contra o indepediente, etará classificado, todavia dado precisa perceber que mesmo sem querer o time encaixou com patrick, daniel e thaciano, para de inventar ou vc e parente de carpegiani,não se torne o mais novo professoir pardal.

  2. NA MORAL DADO PARECER SER BOA PESSOA…. POREM AINDA NA NOSSA QUALIDADE DE MELHOR EM TUDO NO NORDESTE.. TEM QUE SER TREINADOR DO SUB 23… PRESIDENTE INSISTE NOS ERROS DE 2019 2020 …

  3. Tem o ditado adaptado: “Cabeça de juiz e treinador, todo o mundo sabe o que vai sair; só não sabe a hora”! (Merda pra todo lado!😂)

  4. Comentar fato de jogar fora de casa sem Refletir a Realidade do Risco Sanitário em Virtude da Pandemia principalmente viagem internacional, outra questão desgastes físicos e emocionais após decisão da Copa Nordeste fora de casa placar adverso, disputa de Pênaltis; Sim Merecida Comemoração Viagem de Retorno para Salvador, Necessidade de Acolher os Torcedores no Aeroporto em Salvador e Pausa com seus Respectivos Familiares, Um dia para Focar o Jogo da Bolívia; Que Mais Desejávamos o Triunfo e Liderança do Grupo Simples Objetivo Alcançado. Parabéns Bahia sem Comentários vibramos com com péssimo Desempenho de outros clubes do Sudeste e Sul do Brasil e Times Europeus e não Possuímos a Mesmas Eufórias com Bahia!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*