Atlético inicia disputa pelo título inédito do Baianão; Bahia de Feira busca o bicampeonato

Atlético busca o título inédito, enquanto o Bahia de Feira quer o bicampeonato

Neste domingo (15), Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira fazem o primeiro jogo da final do Campeonato Baiano de 2021, às 16h, no Estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas. A partida de volta será domingo a oito, no mesmo horário, na Arena Cajueiro. Pela primeira vez em 116 anos teremos uma final do Baianão com dois time do interior. O Esporte Clube Vitória, pelo terceiro ano seguido, foi eliminado na primeira fase, enquanto o Esporte Clube Bahia utilizando o seu time de transição conseguiu avançar às semifinais, mas na semifinal foi eliminado pelo Bahia de Feira, vencendo o primeiro jogo por 1 a 0 em Pituaçu e perdendo por 3 a 0 na Arena Cajueiro.

 

O Atlético de Alagoinhas desbancou na semifinal a Juazeirense, que fez o melhor aproveitamento da primeira fase, inclusive, garantiu a classificação e a liderança com antecedência. Foram 18 pontos somados, com 5 triunfos, 3 empates e 1 derrota, 10 gols marcados e 3 sofridos, um aproveitamento de 66,7%, enquanto o Carcará terminou na 4ª colocação, com 13 pontos, 4 vitórias, 1 empate e 4 derrotas, 48,1% de aproveitamento. Na primeira partida, o Atlético venceu por 2 a 1 no Carneirão e no Adauto Moraes perdeu por 1 a 0, mas nos pênaltis brilhou a estrela do goleiro Fábio, que pegou três cobranças e garantiu o Carcará na primeira pelo segundo ano seguido.

No ano passado, o Atlético também eliminou a Juazeirense na semifinal, goleando por 4 a 1 no jogo de ida e perdendo por 2 a 0 na volta. Na decisão, o Carcará deu trabalho ao Esporte Clube Bahia. Na ida, mesmo com um a menos, arrancou um empate em 0 a 0. Na partida de volta, saiu na frente com Magno Alves e chegou a colocar uma mão na taça, mas nos minutos finais, o meia Daniel empatou para o Tricolor. Nas penalidades, o Bahia venceu por 7 a 6, com o goleiro Douglas defendendo a cobrança de Dedeco. Em 1973, o time de Alagoinhas também chegou na final e perdeu para o Bahia.

Com a final sem clubes de Salvador, o Campeonato Baiano terá pela quinta vez na sua história um campeão do interior. Na década de 60, o Fluminense de Feira conquistou duas vezes o título baiano, ambos em cima do Esporte Clube Bahia, nas edições de 1963 e 1969. Em 2006, foi a vez do Colo Colo de Ilhéus colocar o interior no topo do futebol baiano levantando a taça em cima do Esporte Clube Vitória. O último título do interior foi conquistado pelo Bahia de Feira, em 2011, superando na decisão o Vitória em pleno Estádio Manoel Barradas. Em 2015, o Vitória da Conquista teve a chance de conquistar o seu primeiro título e mais um para o interior, porém, após vencer por 3 a 0 na ida, levou 6 a 0 do Bahia na Fonte Nova.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*