Como azarão, Vitória encara o algoz Ceará querendo vaga na final da Copa do Nordeste

Vitória foi eliminado pelo Ceará em quatro oportunidades desde 2013

O Esporte Clube Vitória terá neste sábado a partida mais importante no ainda curto ano de 2021. O time enfrenta o embalado Ceará na Arena Castelão, em Fortaleza, decidindo vaga para à final da Copa do Nordeste. Se depara com um adversário tradicionalmente difícil, seja jogando dentro ou fora, inclusive o Vozão foi responsável pela eliminação do Leão em quatro oportunidades nesta competição, sendo que em 2013, 2014 e 2020 nas quartas de final e em 2015 na semifinal. No ano passado, o Leão perdeu por 1 a 0 na Arena Castelão com gol de Vina, principal destaque do Vovô. Fora as quatro eliminações para o Ceará, o Vitória também foi eliminado pelo Fortaleza em 2019 nas quartas de final, sendo goleado por 4 a 0, também atuando na Arena Castelão.

 

Apesar de se tratar de um clássico da nossa região, no atual estágio dos clubes, o Leão desembarcou na capital cearense como um autêntico azarão. O clube ainda sofre as consequências de duas aventuras na eleições de 2016 e 2017, com Ivã de Almeida e Ricardo David, respectivamente, a partir daí o quadro que já era precário agravou-se e o time caiu para a segunda divisão e simplesmente ‘ipirangou’, e agora atravessa um processo lento de recuperação e assim, neste estágio de recomeço e com um elenco modesto, não é razoável acreditar que o Leão possa entrar em campo com igualdade de condição contra um adversário que faz justamente a via contrária ao vivenciar um processo continuado de crescimento.

No entanto, o futebol a lógica natural nem sempre se aplica e neste pingo restante de esperança reside a possibilidade do time baiano desembarcar em Salvador no próximo sábado habilitado para enfrentar o vencedor de Fortaleza e Bahia que se encaram também neste sábado, no mesmo estádio, porém, às 20h30. Portanto, as chances do Vitória são reduzidas, mas se tratando de um jogo único, o rubro-negro pode surpreender.

Para enfrentar o Vozão, o técnico Rodrigo Chagas não pode contar com o volante Gabriel Bispo, suspenso, e o zagueiro Marcelo Alves, lesionado. Também estão fora o lateral Van, o goleiro Yuri, o volante Guilherme Rend e os atacantes Ruan Nascimento e Eron. Por outro lado, o atacante Alisson Farias – recuperado da lesão – apareceu entre os 20 jogadores relacionados, mas deve começar no banco. O volante Cedric, recuperado de um problema no tornozelo, está confirmado para a partida. O lateral-esquerdo Pedrinho, que é tratado como dúvida, também não deve ser um problema para o confronto. O auxiliar Flávio Tanajura vai comandar a equipe, já que Rodrigo Chagas está suspenso após acumular três cartões amarelos. (veja a provável escalação).

Quem apita o duelo entre Ceará e Vitória é o árbitro Zandick Gondim Alves Júnior, auxiliado por Vinicius Melo de Lima e Francisco de Assis da Hora. O trio é filiado à Federação de Futebol do Rio Grande do Nordeste. O quarto árbitro será Tarcisio Flores da Silva, enquanto o cearense Rodrigo Pereira Joia ficará como analista de campo. Na arbitragem de vídeo, o responsável será Wagner Reway, da Paraíba. Ele será auxiliado por Diego Fernando Silva de Lima e Clóvis Amaral Silva. O observador de VAR será o pernambucano Emerson Luiz Sobral.

QUARTAS DE FINAL
Bahia 4 x 0 CRB (Pituaçu)
Fortaleza 2 x 1 CSA (Castelão)
Vitória 2 x 1 Altos (Barradão)
Ceará 3 x 0 Sampaio Corrêa (Castelão)

SEMIFINAL – SÁBADO, 24/04
16h00 – Ceará x Vitória (Castelão)
20h30 – Fortaleza x Bahia (Castelão)

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*