Contra o Manaus, Dado pode repetir time do Bahia pela terceira vez

Dado pode repetir time que iniciou os jogos contra Altos e Fortaleza

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Vindo de uma sequência de oscilação de resultados, o Esporte Clube Bahia tem nesta quarta-feira uma decisão pela segunda fase da Copa do Brasil. O Esquadrão enfrenta o Manaus, às 21h30, no Estádio Metropolitano de Pituaçu, confronto valendo vaga na terceira fase e uma premiação de R$ 1,7 milhão. Nesta fase, se houver empate, a definição do classificado será por meio das cobranças de penalidades máximas. Nesta terça-feira, o elenco tricolor fechou a preparação e o técnico Dado Cavalcanti escalou a provável equipe titular, que pode ser a mesma que iniciou contra Altos (goleada por 5 a 0) e Fortaleza (derrota por 2 a 1).

 

Se desejar mudar a equipe, Dado tem novas opções como os recém-chegados Matheus Galdezani e Thaciano, que estrearam contra o Fortaleza entrando no decorrer do jogo. Porém, ambos apareceram treinando entre os reservas nas imagens divulgadas pelo clube sobre o coletivo desta terça. Com isso, tudo indica que Edson e Daniel permaneçam na equipe. O zagueiro argentino Germán Conti vai para seu terceiro jogo ao lado de Lucas Fonseca. Luiz Otávio, que chegou com status de titular, foi relacionado contra Altos e Fortaleza, mas ainda não estreou.

A tendência é que o Bahia entre em campo com um time formado por Douglas; Nino Paraíba, Germán Conti, Lucas Fonseca e Matheus Bahia; Patrick, Edson e Daniel; Rodriguinho, Rossi e Gilberto.

 

Comentários:

4 Comentário

  1. Falar que Dado não é o treinador com perfil que a torcida gostaria, é fato. E manter Ele somente pelo fato de ter salvado o Bahia, é tornar o clube pequeno, isso não é planejamento e certamente, passaremos muitas raivas com posturas covardes, como já estamos vivenciando. Contratar e não colocar, manter a mentalidade de dois volantes que não sabe sair pro jogo é demais. Repetir a escalação do jogo do Fortaleza, contra o Manaus é ser muito covarde. Espero que a diretoria entenda e principalmente enxergue que precisa de um treinador mais RETADO para comandar o time. Para o jogo de hoje: Douglas, Nino, Conti, Otavio e Juninho (que com toda miséria, é mais ofensivo do que Mateus Bahia que não faz porra nenhuma; Galdezani, Danielzinho e Thaciano; Rossi, Gilberto e Rodriguinho.

  2. a ideia é que a maioria dos jogadores que foram contratados vieram aqui para fazer turismo remunerado, pois esses jogadores titulares foram os mesmos que penaram para que o time se mantivesse na primeira divisão com exceção de Conti, então se esse time não vem bem há muito tempo e se contrata novos jogadores para melhorar, pois Belitani disse que não iria repetir o mesmo erro, o certo seria mudanças urgentes, sai Lucas entra Luis Otávio, Galdezani no lugar de Edson, Daniel também deve ser substituido, Douglas mão de quiabo também, Lateral esquerdo do Bahia juntando os dois não dá um suco o da transição também horrível,(enceradeira) precisa contratar,

  3. Esse treinador está com os dia contados no Clube.
    Um time que ganha uma e perde outra durante todo o trimestre e esse treinador cabeçudo insiste em escalar os mesmos jogadores. Então Bellitani significa que os jogadores contratados por você são piores e por isso não são escalados como titulares? Dado Cavalcanti está recebendo a lista de jogadores que devem ser escalados ou é uma decisão unilateral do treinador? Se for e o time continuar neste chove e não molha, troca de treinador o quanto mais cedo.
    Será que ele está sendo forçado a dizer que Douglas não está falhando? Será que Dado recebe ordens para escalar Douglas?
    O que imaginamos é que Dado é um treinador ainda verde e subserviente, escala conforme ordem do chefe.
    O Brasileiro tá na porta, é melhor trocar logo de treinador, caso contrário só terá direito a uma única troca.
    Para que contratar se o treinador é baba ovo de jogador, paternalista ao extremo, não escala os melhores, porque tem receio de mexer no time.
    FORA DADO.

  4. Caracas, repetir o que não dá certo? Tem que dar ritmo aos novos contratados,Juninho Capixaba é muito mais jogador que Mateus, tanto treinador melhor e a direção insiste em se cegar pra trazer uma filosofia que nos de resultado. Tá difícil.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*