“Não posso fazer um negócio apenas para ganhar do Ceará”, diz Bellintani sobre Messias

"Se compassemos Messias teria sido a maior compra da história do Bahia"

O Ceará anunciou na última quarta-feira (24) a contratação do zagueiro Messias, que também era pretendido pelo Esporte Clube Bahia, porém, o Vozão venceu a concorrência e acertou com o defensor de 26 anos, que foi um dos destaques do América-MG na última temporada. O defensor assinou até o fim de 2023. Messias foi contratado para suprir a saída de Tiago Pagnussat, que vai jogar no Cerezo Osaka, do Japão. Nas redes sociais, os torcedores questionaram a perda do defensor para o Vozão, e o presidente Guilherme Bellintani afirmou que não poderia fazer um negócio apenas para “ganhar” do Ceará. O mandatário explicou que se o Bahia tivesse contratado Messias, seria a maior contratação da história do clube.

 

“Não posso fazer um negócio que não acho bom para o clube apenas para “ganhar” do Ceará. Cada clube tem seu critério para decidir um investimento […] Se fosse 2 milhões seria um bom negócio. Mas não foi esse o valor. Se compassemos Messias teria sido a maior compra da história do Bahia. Eu deveria fazer isso para “ganhar” do Ceará?”, disse. 

Natural de São Mateus, no Espírito Santo, Messias Rodrigues da Silva Júnior foi revelado no América-MG, onde se profissionalizou em 2015, mas só passou a ter mais oportunidades a partir de 2016. Entre 2015 e 2018, disputou 107 jogos pelo Coelho e marcou 4 gols. Em 2019, foi emprestado ao Rio Ave, de Portugal, mas atuou em apenas 15 partidas, retornando ao time mineiro no início de 2020, sendo peça importante na campanha de acesso à Série A. Foram 46 partidas disputadas na temporada 2020 e marcou 3 gols. Ao todo, foram 156 jogos e 8 gols marcados.

Deixe seu comentário!

4 Comentário

  1. bellintani é tão mentiroso que falou que se contratasse messias seria a maior compra da história do clube, sendo que juninho custou 5,7 milhões e o ceará pagou 2 milhões por messias!

    • Verdade. O Bahia tem sido nós últimos 2 anos, um freguês contumaz do Ceará. Se não bastasse, está ganhando também na disputa de contratações, praticamente fechadas pelo Bahia. Isso devido a letargia, demora em fechar uma contratação.
      BELLITANI está utilizando o mesmo discurso de político, quando diz que Messias seria a maior contratação da história do Bahia. Oh, quanta hipocrisia! Ele pagou 5.500 milhões pelo zagueiro Juninho e nenhum time demonstrou interesse em contrata-lo até hoje. Pagou $4.500 Por Clsson. Não é contraditório.Você gastar com contratações pontuais em setores que causou desgraça financeira e técnica ao clube em 2020, não vale a pena pagar 2 ou 3 milhões por um bom Zagueiro? Ele não fala nos milhões gerados pelas venda de Gregore, Gustavo da base e Flávio, total de 30 milhoes, fora outras negociações. Bellitani deve já está pensando em sua candidatura para o Senado, convidado que foi por ACM Neto.
      Se depender da torcida tricolor, vai morrer na praia.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*