Bellintani confirma Júnior Chávare como novo gerente de futebol do Bahia

O último clube do profissional foi o Atlético Mineiro, onde trabalhou nos últimos dois anos

Foto: Guilherme Frossard

Em coletiva que aconteceu na noite desta quarta-feira, o presidente Guilherme Bellintani detalhou o planejamento para a temporada 2021 e confirmou a chegada de Júnior Chávare como novo gerente de futebol do clube. O ex-diretor das categorias de base do Atlético-MG chega para trabalhar ao lado de Lucas Drubscky, ex-Sport, no novo departamento de futebol, que até pouco tempo só tinha Diego Cerri, demitido em dezembro do ano passado. Júnior Chávare será responsável pela gerencia de futebol não tão somente do time profissional como da base também, ainda que esteja nos planos a contratação de outro profissional exclusivamente para a base. Bellintani falou sobre o novo gerante de futebol.

 

“É um profissional muito tarimbado no mercado, com passagens pelo departamento de base do São Paulo, Grêmio e Atlético-MG. No Atlético-MG, ele saiu um pouco da gestão exclusiva da base e já alcançou algumas funções no departamento de futebol profissional. E por que Júnior Chávare? Primeiro pela experiência dele. Segundo porque a gente buscava um gerente de futebol que fosse do futebol profissional, mas tivesse uma cabeça de base”, disse.

O último clube do profissional foi o Atlético Mineiro, onde trabalhou nos últimos dois anos. Chávare implementou no Atlético-MG um sistema de captação de atletas já em processo de formação e que no Galo finalizavam sua maturação. O dirigente chegou ao Atlético em maio de 2019, sob as mãos do então diretor de futebol Rui Costa. Ambos trabalharam no Grêmio. O diretor da base ocupou o cargo que foi do ex-atacante Marques e do ex-zagueiro André Figueiredo. Chávare deixou o cargo com o título brasileiro do time sub-20 e com uma campanha de semifinalista na Copa do Brasil da categoria.

Bellintani também detalhou como será trabalho do novo departamento de futebol. “Portanto, este outro pilar já tem a presença de Lucas Drubscky. Vai ser responsável por relacionamento com clubes e mercado. Haverá um núcleo de futebol e um outro núcleo que fará vínculo com empresário e outros clubes. Um determina a política de contratação e o outro vai executá-la. Acaba a função central do diretor de futebol, que acumulava estas funções e ficava sobrecarregado. Temos Lucas Drubscky e temos Júnior Chávare, este que vai assumir a função de projeto e planejamento do Bahia dentro das quatro linhas. Envolve toda a política de contratação, quanto à parte técnica e escolha de jogadores. A antiga diretoria de futebol está dividida entre estes dois profissionais. Estamos fazendo uma grande reformulação no departamento de análise e ficará faltando somente um coordenador da base para fechar a nova gestão de futebol”.

Comentários:

1 Comentário

  1. O São Paulo tem 8 centroavantes: Luciano, Brener, Pablo, Rojas (tinha 2 anos sem jogar, voltou bem), Santiago Tréllez, Toró, Helinho, Gonzalo Carneiro.
    Destes o Bahia poderia trazer, Rojas, Gonzalo Carneiro, atenderia bem o ataque do Bahia.
    Tá ai Bellitani, corre atrás. O São não vai manter tanto atacantes.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*