Médico do Bahia explica lesão do atacante Gilberto e do lateral Zeca

"Gilberto sentiu durante o treino um leve desconforto", explicou.

Na noite deste sábado, o Esporte Clube Bahia ficou no empate em 1 a 1 com o Atlético Mineiro, no Estádio do Mineirão, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. O resultado foi valorizado pelo time, principalmente diante da circunstâncias, com inúmeros desfalques, por lesão, suspensão e Covid-19. A principal ausência foi do atacante Gilberto, que sofreu uma lesão muscular e sequer viajou para Belo Horizonte. Sem o artilheiro, Dado Cavalcanti escalou Rodriguinho no ataque ao lado de Gabriel Novaes.

 

O médico do Bahia, Luiz Sapucaia, explicou a lesão de Gilberto, e deixou uma esperança de que o camisa 9 fique à disposição para o jogo contra o Fortaleza, marcado para o próximo sábado, no Castelão.

“Gilberto sentiu durante o treino um leve desconforto, e nós preferimos poupá-lo. Estiramento grau 1. Está em tratamento. Acredito que, no próximo jogo, estará disponível”, comentou Sapucaia.

Além de Gilberto, outro desfalque de última hora foi o lateral-esquerdo Zeca. Segundo Luiz Sapucaia, ainda não há uma definição sobre quando o jogador será liberado. “Zeca também sentiu um desconforto na coxa. Fizemos o exame e vamos esperar até amanhã.”, disse.

Com o empate diante do Atlético-MG, o Bahia chegou aos 38 pontos, ficando um ponto acima do Vasco da Gama, que neste domingo enfrenta o líder Internacional em São Januário, e dois pontos acima do Goiás, que chegou aos 36 após vencer o Botafogo. O próximo compromisso do Bahia é no sábado (20/02), às 21h, contra o Fortaleza, na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), pela penúltima rodada.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*