Dado quer um Bahia com coragem para jogar, independente do adversário

"A estratégia é simples: vencer as partidas. Somar três pontos", disse.

Foto - Felipe Oliveira/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia teve 10 dias de preparação para enfrentar o Athletico-PR, em duelo que acontece nesta quarta-feira, às 18h00, na Arena Fonte Nova, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Vale frisar que o Esquadrão não entrou em campo na rodada passada porque teve o seu jogo contra o Corinthians remarcado para o dia 28 de janeiro. Por isso, teve mais dias livres para trabalhar e focar no duelo decisivo. Na entrevista coletiva de pré-jogo, o técnico Dado Cavalcanti valorizou o período ara fazer ajustes necessários na defesa tricolor e acredita que o tempo fará uma melhora na equipe.

 

“Os dias são importantes no processo de evolução. Comemorei esse tempo de trabalho a mais. Acho que o tempo de treinamento surtiu efeito nas duas últimas rodadas, contra Grêmio e Atlético-GO, principalmente contra o Grêmio. Reforcei nesse tempo um pouco mais alguns comportamentos defensivos, principalmente da primeira linha de marcação. Vamos enfrentar um adversário que para mim é um dos mais equilibrados do Campeonato, tanto ofensivamente, quanto defensivamente. Que faz 50% dos seus gols com jogada de bolas dentro da área. E isso tem sido o pesadelo da nossa equipe durante todo o Campeonato. Então, fortaleci nos treinamentos a ideia do comportamento em relação ao encaixe de área defensivo. O posicionamento do primeiro homem e o encaixe de marcação do segundo homem. Investi um pouco mais de tempo nesse aspecto”, disse.

Para a partida desta quarta (20) contra o Athletico Paranaense, Dado afirmou que espera um Bahia com coragem para jogar e propondo o jogo, mas sem descuidar o setor defensivo.

“A estratégia é simples: vencer as partidas. Somar três pontos e fazer com que nosso adversário direto não some nenhum. A nossa postura será a mesma. Se tivemos uma postura propositiva contra o Grêmio na Arena, não há motivo para fazermos diferente em casa. Coragem para jogar, independente do adversário. Vamos ser propositivos, mas precisamos ser precavidos a ponto de não vacilar defensivamente. Acredito que a equipe que ataca mais vai enfraquecendo o adversário e minha expectativa é de que isso fortaleça dentro do nosso grupo. Que a gente seja uma equipe audaciosa e que dê menos espaço para o adversário”, falou.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*