Dado admite que Bahia ficou devendo, mas valoriza empate com o Vasco

"Em condições de disputa com um aniversário direto, não podemos desprezar", disse.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Após o empate sem gols com o Vasco da Gama neste domingo, no Estádio de São Januário, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, o técnico Dado Cavalcanti em entrevista coletiva valorizou o ponto somado fora de casa diante de um concorrente direto na luta contra o rebaixamento, porém, acredita que o time poderia ter jogado um pouco melhor e agredido mais em busca dos 3 pontos. Com o resultado, o Esquadrão contabiliza 36 pontos e assume a 15ª colocação, um ponto acima do Fortaleza, que abre a zona de rebaixamento.

 

“Em condições de disputa com um aniversário direto, não podemos desprezar esse ponto que a gente soma. Cresce a nossa luta pelo saída do rebaixamento, porém a gente entende que poderíamos ter jogado um pouquinho melhor pelo menos um pouquinho, mais agressivos, tivemos oportunidades no final do jogo que poderiam ter sido melhor aproveitadas. Foi um jogo muito lento, o nosso adversário também trouxe uma velocidade mais lenta para o jogo e nós acabamos também caindo na mesma velocidade que nosso aniversário”, declarou Dado.

Dado também frisou que o Bahia veio de um jogo difícil no meio da semana, enquanto o Vasco teve a semana livre para treinar. “Nós jogamos um jogo difícil contra o Corinthians três dias atrás, enquanto o nosso adversário tira a semana cheia para se preparar, fazer churrasco, para descansar. A gente chegou aqui com uma condição um pouquinho mais difícil do que eles. Valorizar que foi mais um jogo que nós não tomamos gol, isso aí é importante para todo mundo”, frisou. 

O próximo compromisso do Esporte Clube Bahia é novamente contra uma equipe carioca, porém, agora o adversário será o Fluminense, que briga por vaga na Libertadores. O duelo está marcado para a próxima quarta-feira (03), às 21h30, na Arena Fonte Nova, onde o tricolor vem de dois triunfos seguidos (Athletico-PR e Corinthians).

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*