Rodrigo Chagas mira boa sequência para ser efetivado no Vitória

"Não tenha dúvida de que a oportunidade foi dada. A gente vai tentar abraçar"

Foto: Pietro Carpi / ECVitória

Com a saída de Eduardo Barroca, que retornou ao Botafogo, o técnico do time sub-20, Rodrigo Chagas, assumiu interinamente o Esporte Clube Vitória e no seu primeiro jogo, venceu de virada o CRB na noite deste sábado (28), pelo placar de 2 a 1, no Estádio Manoel Barradas, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Hyuri abriu o placar para o time alagoano, mas Rafael Carioca e Léo Ceará decretaram a vitória do Leão que chegou aos 29 pontos, abrindo oito pontos do Z-4 e ultrapassando o Cruzeiro, assumindo a 15ª colocação. O próximo compromisso do Rubro-Negro é na terça-feira (1º), contra o Paraná Clube, às 21h30, no Estádio Durival Britto e Silva. O interino busca uma boa sequência na equipe principal e para que possa ser efetivado.

 

“Não tenha dúvida de que a oportunidade foi dada. A gente vai tentar abraçar. Sabemos que é um momento que temos que sair dessa situação, mas a ideia é agarrar a oportunidade, juntamente com os atletas, que foram muito solícitos. Tenho que agradecer muito. Fico muito grato pela aceitação do grupo. Me abraçaram, entenderam o que eu pedi. Espero que a gente possa ter uma boa sequência, que a gente tenha um bom resultado nessa caminhada, para que a gente possa, se Deus quiser, estar definitivamente como treinador. A caminhada é grande, e eu espero abraçar, com resultados positivos, para tirar o Vitória dessa situação desconfortável”, disse.

Apesar de ser treinador do time sub-20 que faz uma excelente campanha no Campeonato Brasileiro da categoria, Chagas também conhece muito bem o elenco principal. “Tive oportunidade de trabalhar com o Pivetti, isso fez com que eu conhecesse o elenco, que eu acredito muito, de qualidade. A gente precisa dar mais confiança, jogar com mais volume e intensidade. Quando a gente conseguir colocar isso dentro do jogo, vamos ter o equilíbrio das ações. Temos que jogar com intensidade sempre. Espero que essa ideia que está sendo comprada seja colocada dentro de campo.”

Para o próximo jogo, contra o Paraná, o Vitória não poderá contar com o lateral-esquerdo Rafael Carioca e o zagueiro Maurício Ramos. “Não mandei eles tomarem cartão [Rafael Carioca e Maurício Ramos]. O de Rafael foi injusto. Aconteceu, então temos que trabalhar. Nós temos dois dias para trabalhar para colocar em prática a estratégia contra o Paraná.”

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*