O “modo Mano” aparentemente começou a dar certo no Bahia

"O segundo turno vem aí e o Bahia vai vir competitivo..."

Fotos: Felipe Oliveira / EC Bahia. Arte: Futebol Bahiano

MODO MANO ATIVADO! O “modus operandi” aparentemente começou a dar certo no Esporte Clube Bahia, ainda que possa parecer prematuro tal diagnóstico, os três últimos triunfos nos deram uma “tranquilidade” que há muito não tínhamos nesse turbulento ano de 2020, que desde o começo tem sido espinhoso. Importante ressaltar nesse texto que as evoluções passam pelos resultados, e de fato, é isso que acontece com a realidade do nosso futebol como um todo. Temos que ter a frieza ao analisar que o Bahia melhorou sensivelmente de alguns jogos para cá, que o trabalho de Mano Menezes é de apenas dois meses e que ele pegou um barco andando.

 

Entendo que recebe muito bem para função, e tem procurado dentro das possibilidades que tem no grupo, soluções para as carências que são visíveis, quer seja pela falta de peças com qualidade para substituir os titulares ou questões alheias a própria vontade do treinador. Todo profissional da área técnica tem suas preferências, isso é inegável e nenhum dos técnicos que aparecer aqui no clube vai agradar 100% a torcida. Vejo as contestações válidas, contudo, há que se observar que Mano embora tenha tido resultados iniciais ruins, disse desde o começo do seu trabalho que a ideia dele é resolver os graves problemas defensivos do Bahia, que chegou a figurar como a PIOR defesa do Brasileirão.

O modo Mano de jogo não é exuberante, de encher os olhos e todos os times por onde ele passou ele deu uma segurança defensiva para que seus ataques brilhassem. No Bahia, embora a paciência seja pouca, as ideias de jogo começaram a ser captadas agora, um fato normal, afinal, agora que realmente com o dia a dia está conhecendo os atletas de fato e colocando sua tática para ser obedecida de fato.

A tendência daqui pra frente é que o Bahia continue a jogar nessa proposta de não tomar gols, já se foram pontos preciosos no primeiro turno, empates que se caso tivessem ocorridos estaríamos com no mínimo 32 pontos. O Bahia de Mano vai ser um time que vai procurar marcar seus gols, mas a principal ideia de jogo é a de segurança defensiva, ainda que sofra com peças que são deficientes na marcação pelas laterais, o cinturão defensivo de meio campo tem sido trabalhado para auxiliar, não a toa Gregore tem voltado à evidencia.

O segundo turno vem aí e o Bahia vai vir competitivo, não estou dizendo que vai ser um primor em campo, mas, vai se doar mais e espero que seja mais efetivo como foi contra o Fortaleza, pois a criação ofensiva do Bahia é uma das melhores do Brasil, contudo o balanço de ter uma das piores defesa acaba ofuscando essa informação.

Vamos esperar as cenas dos próximos capítulos para ver qual vai ser a real do Bahia na Sul-Americana e no Brasileirão, continuando sempre torcendo pelo êxito de nosso querido clube e esperando que esse processo eleitoral não interfira no desempenho em campo e que o Bahia se mantenha firme nessa crescente, afinal a posição é 9º, mas a pontuação ainda é insuficiente.

Diego Campos, torcedor do Bahia e colaborador do Futebol Bahiano.

Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Se o Bahia perder para o Coritiba que não ganha há 35 anos, o próximo texto, muda de conteúdo. Acho que ainda não é hora de enfeitar o pavão.Prefiro ser mais prudente e aguardar mais alguns jogos para ser mais conclusivo.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*